Nota de pesar pela morte de Anderson Gomes, motorista da vereadora, que foi assassinado no Rio

Anderson Pedro Gomes, de 39 anos de idade, foi mais uma triste vítima da violência no Rio de Janeiro. Ele era o motorista da vereadora Marielle Franco, e na noite de ontem foi assassinado junto a ela durante o ato que, até o momento, parece ter sido uma execução.

Anderson era casado e tinha um filho. Trabalhador honesto, aceitou o serviço de motorista como uma forma de ter renda extra, segunda sua esposa. Apesar de ter sido vítima de um brutal assassinato, nenhum jornal está dando destaque para sua morte. É como se nem tivesse existido. Todos só estão dando holofotes para a vereadora do PSOL.

Ele estava no banco do motorista quando o carro foi alvejado, levou três tiros na lateral das costas e não sobreviveu aos ferimentos.

Nossos sinceros pêsames à família, que agora terá de viver com mais dificuldades em uma cidade tomada pela criminalidade.

Descanse em paz.

Anúncios

7 comentários sobre “Nota de pesar pela morte de Anderson Gomes, motorista da vereadora, que foi assassinado no Rio

  1. Lamento muito pela morte da vereadora, mas temos que lembrar que cerca de 31 mil pessoas são mortas todo ano e, ninguém do Psol ou da esquerda de uma maneira geral, faz manifestação ou dão atenção às famílias de cidadãos comuns.
    principalmente os Direitos Humanos a qual a vereadora era uma defensora ferrenha. É lamentável a perda da vida dessas duas pessoas, vítimas da violência no Brasil, lamentável.

  2. Bom, não sei qual tipo de jornal você anda acompanhando, mas em todos os maiores veículos, a morte do motorista foi lembrada. Inclusive, a esposa dele foi entrevistada no Fantástico.
    Mais um infeliz esforço para desqualificar a execução da vereadora.

Deixe uma resposta