Raquel Dodge pisa se posiciona contra o voto impresso

Raquel Dodge ajuizou hoje no Supremo ação de inconstitucionalidade contra a reintrodução do voto impresso nas eleições de outubro próximo.

A PGR alega que, “ao determinar a impressão do voto no processo de votação eletrônica, a norma legal enfrenta o direito fundamental do cidadão ao sigilo do voto, inscrito no artigo 14 da Constituição”.

A lei eleitoral determina que, “no processo de votação eletrônica, a urna imprimirá o registro de cada voto, que será depositado, de forma automática e sem contato manual do eleitor, em local previamente lacrado”.

Para Dodge, “a adoção do modelo impresso provoca risco à confiabilidade do sistema eleitoral, fragilizando o nível de segurança e eficácia da expressão da soberania nacional por meio do sufrágio universal”.

A informação é do portal O Antagonista.

Anúncios

3 comentários sobre “Raquel Dodge pisa se posiciona contra o voto impresso

  1. 1) Os que defendem o voto impresso têm sua razão: querem ter a certeza de que máquina não foi fraudada.
    Mas como poderia ser esse “recibo eleitoral”? Seria como uma nota fiscal eletrônica, na qual constariam os nomes dos candidatos votados? Se for assim, será algo inédito no mundo, mais uma inovação brasileira: nenhum eleitor de nenhum país recebe esse tipo de comprovante.
    2) Se houver o voto impresso detalhado, este será uma espécie de recibo que coronéis do Nordeste, donos de favelas, chefões do tráfico e outros bandidos exigirão dos pobres coitados que eles escravizam.
    Quem não votar nos candidatos da bandidagem, não receberá dinheiro, comida, sapatos e dentadura: “Cadê o comprovante? Mostra aí!”.
    Enfim, o voto de cabresto atual será informatizado, se o voto for impresso.
    O certo seria escolher outra empresa de informática que montasse urnas eletrônicas confiáveis, porque essa que está aí deve ter favorecido o PT nas últimas eleições.

    1. OS COMPROVANTES IMPRESSOS DEVERÃO SER COLHIDOS E GUARDADOS SOB VIGILÂNCIA ELETRÔNICA PELO EXÉRCITO BRASILEIRO, QUE DECLARARÁ O VERDADEIRO RESULTADO.
      SABEMOS QUE O STE É UMA INSTITUIÇÃO APARELHADA, QUE JÁ FEZ APURAÇÕES À PORTAS FECHADAS E FOI PRESIDIDA POR MILITANTE COMUNISTA E QUE PODEM TROCAR ESSES IMPRESSOS POR OUTROS FRAUDADOS.

      1. MESMO SE O VOTO FOSSE NUMERADO E FICASSE NA MÃO DO ELEITOR PARA CONFIRMAÇÃO DO NUMERO/VOTO NA NET, MESMO COM OS CORONÉS, TRAFICANTES E POLÍTICOS COMPRADORES DE VOTO, BASTAVA CRIMINALIZAR PESADAMENTE QUE ISSO NÃO ALTERARIA O RESULTADO E A ELEIÇÃO SERIA MUITO MAIS FIEL DO QUE É!!

Deixe uma resposta