Dilma escracha de vez e diz que processo contra Lula é “abuso de poder”

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) disse na manhã desta segunda-feira, em Porto Alegre, que o processo contra seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, contém falhas e caracteriza “abuso de poder”. Dilma participou do evento “Diálogos internacionais para a democracia”, que reuniu militantes em defesa de Lula. O recurso de Lula contra a condenação a nove anos e meio, pelo juiz Sergio Moro, será julgado na quarta-feira pela 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Dilma citou como falha o que para ela é a ausência de “ato de ofício”, uma ação presidencial documentada que justificaria o recebimento de vantagem ilícita. Neste caso, a vantagem seria o apartamento conhecido como “tríplex do Guarujá” como forma de forma de propina. Porém, a matrícula do imóvel está em nome da construtora OAS e o apartamento foi penhorado por dívida da construtora, explicou Dilma. “Se isso não é escancaradamente algo muito complicado e que caracteriza abuso de poder em todo processo…Que país é esse?”, questionou.

Para Dilma, caso Lula seja impedido de concorrer, a indignação popular irá aumentar porque políticos como Aécio Neves (PSDB-MG), que foi grampeado pedindo propina, e o presidente Michel Temer (PMDB), cujo assessor foi filmado com uma mala de dinheiro, “estariam livres para fazer o que quiserem”. “Todos podem concorrer e disputar eleição. (…) Enquanto isso, Lula é acusado sem base jurídica, com falhas jurídicas”, disse a ex-presidente.

A informação é da Veja.

Anúncios

Deixe uma resposta