Marqueteiros de Trump se recusam a assessorar campanha de Bolsonaro

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tentou, em vão, contratar a agência americana Cambridge Analytica, responsável pela campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.

Sondada por emissários do presidenciável brasileiro, a empresa pediu um tempo para analisar o comportamento de Bolsonaro nas redes sociais. Passados três meses, mandou avisá-lo que optou por recusar qualquer proposta para assessorá-lo na corrida ao Planalto. Avaliaram se tratar de um candidato com imagem ruim e poucas chances de vitória.

Questionado, o deputado desconversou sobre a abordagem. “Se alguém procurou esta agência, foi sem minha autorização. Não tenho dinheiro para contratar uma empresa dessas”, afirmou. Bolsonaro, afinal, nunca assume nada do que faz.

Com informações do Estadão.

Anúncios

2 comentários sobre “Marqueteiros de Trump se recusam a assessorar campanha de Bolsonaro

  1. Para mim o MBL está vacilando em relação ao Bolsonaro, não existe um salvador da pátria, o que é para existir é um processo de desenvolvimento para salvar o Brasil, vocês atacam o Bolsonaro, mas para mim não tem ninguém para bater a esquerda, o Brasil não tem leis para o liberalismo econômico, ao contrário dos Estados Unidos, que já está dando um salto de desenvolvimento e trazendo de volta fábricas que tinham abandonado o país. Eu pessoalmente não confio em políticos, hoje temos que votar no menos pior, o Ciro é um corrupto enrustido que já liberou a franga e a Marina Silva uma petista presa no armário.

Deixe uma resposta