Devido a manobra de favorecimento em processo de impeachment, Dilma poderá ser candidata por Minas Gerais

Informou a Veja:

Se sair candidata, é provável que Dilma Rousseff o faça por Minas Gerais. Recentemente, ela consultou Fernando Pimentel sobre a possibilidade de concorrer a uma das vagas ao Senado.

Isso, é claro, só é possível por conta da manobra suja realizada durante o processo de impeachment, quando dividiram a votação em duas partes. Talvez muitos não se lembrem mais, mas o que ocorreu foi que a ex-presidente, quando julgada no Senado com a presença do então presidente do STF, Ricardo Lewandowski, teve os direitos políticos mantidos apesar da cassação.

A manobra claramente violou a Constituição, uma vez que a lei é taxativa em determinar que uma vez cassado o político fique inelegível por pelo menos oito anos. Dilma, que escapou da lei por conta de interesses escusos de Renan Calheiros, poderá ser candidata ao Senado este ano graças a tal manobra.

Anúncios

Deixe uma resposta