Petistas já pensam na redução de dano e buscam pena menor, mesmo que Lula fique inelegível

Segundo o Estadão, defensores de Lula buscam no TRF-4 a possibilidade de “negociar” uma pena menor para Lula, mesmo que isso ainda o torne inelegível.

A ideia, segundo o jornal, é “desclassificar o delito de corrupção passiva e considerar que houve tráfico de influência, cuja pena é menor (3 a 5 anos de reclusão). Nesse caso, Lula poderia ficar inelegível, mas não seria preso.”

A tática é comum no meio jurídico. Frequentemente advogados e promotores fazem acordos em troca de penas mais brandas. Mas no caso de Lula isso está longe de ser algo ideal, para ele, pois a condenação já pode torná-lo inelegível ainda que seja com uma pena menor.

Anúncios

Deixe uma resposta