Daniel Cravinhos deixa prisão após cumprir menos da metade de sua pena

Embora tenha sido condenado a 39 anos de prisão pelo crime de duplo homicídio do casal von Richthofen, Daniel Cravinhos foi liberado hoje, após ter cumprido apenas 16 anos de pena e parte em regime semiaberto. Para quem não se lembra, Daniel é considerado o braço direito de Susane na execução dos pais.

O crime bárbaro chocou o país em 2002, mas como tudo o que ocorre no Brasil, com o tempo as pessoas vão se acostumando. Em agosto do ano passado, Christian Cravinhos, irmão de Daniel, também teve regime aberto e cumpre pena em liberdade.

Daniel era namorado de Susane von Richthofen na ocasião, e ambos planejaram juntos o assassinato bárbaro dos pais. Susane também pode ser liberada muito em breve.

A informação é do portal Sul Connection.

Anúncios

Um comentário sobre “Daniel Cravinhos deixa prisão após cumprir menos da metade de sua pena

  1. 1) Notícias sobre a libertação de presos que cometeram crimes hediondos são revoltantes, mas com nenhuma consequência prática.
    Se esse sujeito está sendo solto, a culpa é dos parlamentares que criaram leis que beneficiam os detentos, especialmente a famosa “Lei do 1/3” (após cumprir 1/3 da pena e com bom comportamento, o preso tem direito à liberdade).
    Se a libertação de assassinos revolta a população, então que os cidadãos votem em candidatos que defendem a mudança dos benefícios dos condenados.
    2) Pelo menos os irmãos assassinos cumpriram alguma pena.
    Se o método lavajatista de delatar o mandante para escapar da prisão tivesse sido utilizado nesse caso, a dupla estaria solta há muito mais tempo.

Deixe uma resposta