Ex-ministro de Dilma paga de maluco e diz que o presidente do TRF-4 é “ameaça à tranquilidade social”

O site petista Diário do Centro do Mundo publicou uma fala de Eugênio Aragão, ex-ministro de Dilma:

Os conchavos peripatéticos do presidente do TRF da 4ª Região por Brasília parecem permitir antever o resultado do julgamento agendado para o próximo dia 24 de janeiro em Porto Alegre. O juiz que declarou à imprensa ser “irretocável” a sentença de Sérgio Moro, mesmo sem tê-la lido, está à procura de um protagonismo no cenário já assaz conturbado. Fez questão de divulgar pelos quatro cantos que teria sido chamado pela Ministra Cármen Lucia, presidente do STF, para uma conversa, quando, ao que tudo indica, foi ele que buscou a audiência. Depois, foi procurar o general Etchegoyen, da Secretaria de Segurança Institucional do Planalto, sabe-se lá para quê. Andou dizendo por aí que é amigão dele. Mas, sem dúvida nenhuma, quis, com sua obscena visita, marcar posição política, demonstrando proximidade com setores militares e de segurança. Vive espalhafatando que juízes estão sendo ameaçado por telefonemas e em rede sociais. Declara estar com medo do “day after”, com o que poderá acontecer depois do julgamento em vista da mobilização de “petistas”.

Quanta bobagem…

Aragão está dando uma de maluco com essa conversa, fingindo que não existe mesmo risco de que os petistas façam um escarcéu em Porto Alegre no dia 24.

Vamos ver.

Anúncios

Um comentário sobre “Ex-ministro de Dilma paga de maluco e diz que o presidente do TRF-4 é “ameaça à tranquilidade social”

  1. Só mesmo um jornal da imprensa petista para dar voz a uma pessoa que não tem a menor credibilidade como o Sr. Eugênio Aragão proferir as sandices dele.

Deixe uma resposta