Novo aliado de Bolsonaro, Luciano Bivar é favorável ao aborto e a redução de gastos com o setor militar

No livro ‘Burocratocia, A invasão invisível’, de 2006, Luciano Bivar defende a legalização do aborto. Ele defende, também, que as Forças Armadas façam convênios com potências internacionais para reduzir seu contingente e, assim, reduzir também despesas. Ele sugere, basicamente, que o governo gaste menos com o setor militar para gastar mais com educação, saúde e segurança pública.

Bivar, que é presidente do Partido Social-Liberal, é o mais novo aliado de Bolsonaro. Segundo as últimas informações a respeito desta parceria, o deputado carioca pretende ir para o PSL a fim de concorrer à presidência da República. Bivar pode até ser o seu vice.

Agora a questão é saber se Bolsonaro leu o livro de seu amigo. Contudo, para alguém que defende controle de natalidade, defender também o aborto é só um pequeno passo.

Anúncios

3 comentários sobre “Novo aliado de Bolsonaro, Luciano Bivar é favorável ao aborto e a redução de gastos com o setor militar

  1. Será que eu entendi bem?? Convênios entre as FFAA e potências internacionais para reduzir o contingente????!!!! Digam que eu não li isso!!!!
    Se esta “pérola estratégica” for realmente verdade, sugiro que adotem o mesmo procedimento em relação ao Poder Legislativo!!

  2. Oh, que coisa horrível, planejamento familiar e aborto!! Vou desmaiar!!! (estou sendo irônico). Vocês conservadores não tomam jeito, mesmo. Sempre mais preocupados com os fetos dos outros do que com as crianças já nascidas. Hipocrisia de altíssimo grau. Minha paciência com esse tipo de babaquice de direita-cristã conservadora (ou “judaico-cristã”, como muitos gostam de falar – o que aliás, é um termo imbecil que não quer dizer nada) já acabou faz tempo.
    Agora, com relação a essa proposta maluca de convênio de Forças Armadas com outros países, realmente para mim é piração total.
    É, estamos mal… Ter que escolher entre essa esquerda de m** (nem pensar), Bolsonaro com suas porra-louquices e direita-cristã-fundamentalista. Tira o tubo…

Deixe uma resposta