Com medo de perder narrativa, PSOL ainda avalia se vai em ato pró-Lula

A Executiva Nacional do PSOL se reúne neste final de semana para dar posse à nova diretoria.

Vão aproveitar o encontro para decidir como se posicionar em relação a Lula. A tendência é que soltem uma nota afirmando que o ex-presidente tem direito de ser candidato.

O que não se sabe ainda é se vão participar dos atos marcados às vésperas do julgamento em Porto Alegre.

Segundo Juliano Medeiros, que tomará posse como presidente do partido, com Lula é difícil saber se será um ato em defesa da democracia, ou um evento de campanha. E o PSOL já decidiu ter candidato próprio em 2018.

A informação é do jornal O Globo.

Anúncios

Deixe uma resposta