Pezão assina lei criada pela extrema esquerda para supostamente “punir publicidade misógina”

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, sancionou esta semana uma lei que prevê multas para empresas que divulgarem campanhas publicitárias consideradas de “caráter misógino, sexista ou que estimulem a violência contra a mulher”. Além da multa, a propaganda também pode ser retirada do ar, informa o Terra.

Conforme a Lei 7.835, publicada ontem (10) no Diário Oficial do Estado, será punida toda empresa com sede no estado do Rio que contrate “veiculação de publicidade que exponha, divulgue ou estimule a violência sexual ou estupro; exponha, divulgue ou estimule violência física contra as mulheres; ou fomente a misoginia e o sexismo.”

Note-se que há, nesta lei, algumas definições específicas, como violência física e estupro, mas também há definições bastante vagas, tais como “misoginia e sexismo”. Essa vagueza deve ser intencional, porque quase sempre que leis como esta surgem elas servem para fazer perseguição política contra inimigos daqueles que estão no poder.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Pezão assina lei criada pela extrema esquerda para supostamente “punir publicidade misógina”

  1. É a agenda sionista para destruir completamente a Sociedade. Atualmente, quem falar qualquer coisa que não seja de acordo com o “Politicamente Correto”, se incomoda.
    Os “políticos” (pra não dizer outra coisa…) brasileiros SÓ CAG… LEIS PRA CONTROLAR O POVO!! Leis pra controlar os governantes, nem pensar. Exatamente o contrário do que acontece nos EUA!!
    Enquanto isso a bandidagem solidifica cada vez mais o comando do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta