Secretarias estão de olho nas redes sociais para monitorar ameaças feitas por petistas para o julgamento de Lula

Os serviços de inteligência das Secretarias de Segurança Pública do Rio Grande do Sul e Paraná estão monitorando mensagens e postagens em redes sociais com referências ao julgamento do ex-presidente Lula, marcado para 24 de janeiro, em Porto Alegre (RS). O trabalho é realizado há pelo menos 15 dias.

Estão sendo monitorados alguns perfis institucionais ou de integrantes ligados a movimentos que planejam protestos para a data, como MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), CUT (Central Única dos Trabalhadores), UNE e afins.

O aparato de segurança em Porto Alegre deve ser semelhante ao utilizado em Curitiba na 1ª audiência de Lula. Na ocasião, foram mais de 3.000 policiais, helicópteros, atiradores e bloqueio de ruas próximas.

O MST planejava realizar 1 acampamento na capital gaúcha, mas teve a iniciativa proibida pela Justiça. Os protestos, no entanto, estão liberadaos em área que será delimitada pelas autoridades de segurança pública.

A informação é do Poder 360.

Anúncios

Um comentário sobre “Secretarias estão de olho nas redes sociais para monitorar ameaças feitas por petistas para o julgamento de Lula

  1. É bom que esta turma apareça para tomar bastante borrachada, e comer muito gas lagrimogeneo, e tem o pior para eles os bolsomitas estarão la também.

Deixe uma resposta