Líder do MST condenado a 31 anos de prisão convoca “janeiro quente” pró-Lula

José Rainha, líder da “Frente Nacional de Lutas Campo e Cidade”, que nada mais é do que uma parte do próprio MST, divulgou um vídeo convocando militantes para mobilizações chamadas de “janeiro quente”. Entre as pautas do movimento está o apoio ao ex-presidente Lula em seu julgamento no TRF-4, em 24 de janeiro.

“Venho convocar a todos os militantes, coordenadores, homens, mulheres e crianças para o nosso grande janeiro quente. Será dia de grandes mobilizações, de fechamento de estradas, ocupações. Dia de protestos”, disse.

Ele também pede que os participantes defendam a reforma agrária e combatam o capitalismo visando as eleições deste ano.

“Não somos contra as eleições. Mas nós temos que botar as pautas dos trabalhadores acima de tudo”, fala.

Em 2015 José Rainha foi condenado pela Justiça. A 5ª Vara Federal em Presidente Prudente o condenou a 31 anos e 5 meses de reclusão pelos crimes de extorsão, formação de quadrilha e estelionato, além do pagamento de multa. O réu foi investigado em 2011 pela Polícia Federal na chamada Operação Desfalque, que descobriu um esquema de extorsão de empresas e desvio de verbas destinadas a assentamentos agrários.

Na mesma ação também foi condenado Claudemir Silva Novais, acusado de ser um dos principais integrantes do grupo liderado por José Rainha. Claudemir teve a pena fixada em cinco anos e seis meses de reclusão; quatro meses e 20 dias de detenção e pagamento de multa pelos crimes de estelionato, formação de quadrilha e favorecimento real.

Anúncios

Um comentário sobre “Líder do MST condenado a 31 anos de prisão convoca “janeiro quente” pró-Lula

Deixe uma resposta