Ex-governador do AM deixa cadeia e vai para prisão domiciliar

Preso temporariamente desde a última quinta-feira, durante a Operação Estado de Emergência, da Polícia Federal (PF), o ex-governador do Amazonas José Melo(Pros) deixou nesta quarta-feira o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM II), em Manaus.

Segundo a secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap), Melo saiu da unidade prisional por volta das 9h30. Acusado de integrar um suposto esquema criminoso que teria desviado recursos públicos da área da saúde, o ex-governador foi beneficiado por uma decisão do juiz plantonista Ricardo Salles, da Justiça Federal do Amazonas, que converteu a prisão temporária dele por prisão domiciliar.

Além de José Melo, foram soltos os ex-secretários estaduais Afonso Lobo (Fazenda) e Wilson Alecrim (Saúde), detidos sob a acusação de participar do mesmo esquema, que teria desviado pelo menos R$ 50 milhões em recursos públicos por meio de contratos com organizações não-governamentais (ONGs).

Melo teve o mandato cassado em maio deste ano, por compra de votos nas eleições de 2014. Na semana passada, a Justiça autorizou sua prisão temporária por suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Além de prendê-lo, a PF cumpriu mandados de busca e apreensão em imóveis residenciais e comerciais da região metropolitana de Manaus ligados aos investigados.

Anúncios

Deixe uma resposta