Ex-policial venezuelano invade quartel da Polícia Nacional Bolivariana em Caracas e rouba armas da ditadura de Maduro

O ex-inspetor geral da polícia científica venezuelana, Oscar Perez, voltou a ser assunto na ditadura venezuelana. Ele montou este ano uma tropa privada, junto de outros ex-militares, e resolveu atuar contra o regime de Nicolás Maduro.

Em junho ele já havia feito um ataque contra o Tribunal Supremo de Justiça, na capital Caracas, usando um helicóptero com o qual cercou o prédio e jogou granadas. Na última segunda feira, porém, ele foi ainda mais ousado. Com sua tropa privada, ele invadiu o quartel da Polícia Nacional Bolivariana, em Caracas, se passando por funcionário da Direção Geral de Contrainteligência Militar (DGCIM).

Na invasão ele e sua equipe renderam todos os guardas, roubaram 26 fuzis AK 103, 3 pistolas 9mm e mais de três mil munições. Além disso, destruíram também imagens dos ditadores Hugo Chávez e Nicolás Maduro, deixando no lugar a mensagem “Liberdade 350”, em alusão ao artigo 350 da Constituição, que diz: “o povo da Venezuela desconhecerá qualquer regime que contrarie os valores, princípios e garantias democráticas ou viole os direitos humanos”.

De acordo com Pérez, a ação, chamada por ele de “Operação Gênesis”, foi uma “operação tática impecável onde recuperamos as armas do povo e para o povo”. Há, inclusive, um vídeo. Assista:

Anúncios

2 comentários sobre “Ex-policial venezuelano invade quartel da Polícia Nacional Bolivariana em Caracas e rouba armas da ditadura de Maduro

Deixe uma resposta