Previsão de alta do PIB passa de 1,1% para 3%

Informa a IstoÉ:

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou nesta quinta-feira, 14, a revisão dos parâmetros macroeconômicos da pasta para este e para o próximo ano. Para 2017, a estimativa oficial da equipe econômica para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) passou de 0,5% para 1,1%. No último Boletim Focus do Banco Central, a mediana das avaliações dos analistas de mercado apontava para uma alta de 0,91% neste ano. “O PIB caiu muito em 2016 e está subindo bastante em 2017. Mesmo que haja uma ascensão grande este ano, há um carregamento do ano passado que influencia a média para baixo”, explicou o ministro da Fazenda. Ele voltou a dizer que as empresas e famílias começaram o processo de desalavancagem no segundo semestre do ano passado, ao mesmo tempo em que houve a descompressão da política monetária pelo Banco Central. “Portanto, as companhias começaram a investir mais e repor capital de giro. Da mesma forma, as famílias voltaram a consumir, o que foi um impulso ao crescimento”, afirmou Meirelles. “A inflação está abaixo da meta, então o BC está correto”, completou.

O que ocorre, de fato, é que a atual política econômica segue uma certa ortodoxia liberal. Há muito tempo os economistas de verdade já sabem o que é preciso para um pais prosperar, e para tanto basta se inspirar em modelos que já deram certo, tais como Suíça, Nova Zelândia ou até mesmo Hong Kong. O Brasil, por outro lado, ficou governado por ideólogos e picaretas que levaram as práticas socialistas (moderadas ou radicais) ao auge, trazendo as inevitáveis crises econômicas.

Meirelles tem adotado uma postura firme quanto a isso, e para a sorte da população o presidente lhe deu alguma autonomia, coisa que Joaquim Levy não teve durante o governo Dilma.

Anúncios

Um comentário sobre “Previsão de alta do PIB passa de 1,1% para 3%

  1. “Para 2017, a estimativa oficial da equipe econômica para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) passou de 0,5% para 1,1%.” Juro que tentei, tentei e tentei, mas não consegui encontrar os 3% ao qual alude o título desta notícia sobre a vida e obra de Henrique Meirelles.

    Estimados, Meirelles, a exemplo dos demais presidenciáveis até aqui, são crias do lulopetismo. Logo, não incorram nos mesmos erros de outros blogs de extrema-esquerda de ficarem adorando falsos messias, sob o risco de isto aqui se tornar um Cafezinho, uma Carta Capital, um Brasil157 ou blogs de esgotosfera assemelhados.

Deixe uma resposta