Cadernos Jandaia está sendo acusada de racismo por criar capa de caderno sem Ciborgue e Mulher Maravilha

Os estúpidos justiceiros sociais, em sua sanha louca de banalizar o racismo, criaram um fuzuê na página da empresa Cadernos Jandaia, conhecida por produzir cadernos escolares com capas temáticas.

A patifaria começou quando a empresa lançou uma série de capas da Liga da Justiça, o filme, e uma das capas não continha os personagens Cyborg e Mulher Maravilha. Segundo os militantes, a empresa foi racista e machista por excluir as “minorias”, muito embora apenas uma das capas não contenha os personagens.

Veja alguns comentários:

justiceiros-sociais (1).png

Em resposta, a Cadernos Jandaia informou que fez “o lançamento da coleção de cadernos do filme Liga da Justiça (…) com quatro capas diferentes (…) para oferecer aos consumidores e fãs opções variadas de nossos cadernos como pode ser visto abaixo”.

Pateticamente, o analista pedagógico da Faculdade Santo Agostinho, Bruno Braga, a empresa deveria “recolher esse lote de cadernos com arte sem o Cyborg e Mulher Maravilha” e “demitir esse funcionário machista e racista” porque “caderno de super-herói não é só para menino e gente branca”.

cadernos-liga-justica.jpg

Anúncios

6 comentários sobre “Cadernos Jandaia está sendo acusada de racismo por criar capa de caderno sem Ciborgue e Mulher Maravilha

  1. Até mesmo as crianças que ganham esses cadernos são mais inteligentes do que os esquerdistas pentelhos: quando não gostam da capa, simplesmente colam fotos, figuras e adesivos.
    Nenhuma choradeira do tipo “Por que o Cyborg negro não está na capa?”
    Mais um episódio ridículo que mostra o grau de evolução dos esquerdistas de hoje: não possuem argumentos nem inteligência para discutir temas sérios.
    Ficam apenas na frescurinha de “patrulheiros raciais” de filmes, novelas, comerciais, propagandas de cosméticos, piadinhas, produtos de limpeza, cadernos, caixinha de fósforo, bolo frapê, rapadura e coisas do tipo.
    Marx deve estar arrependido de ter inventado a ideologia que originou zumbis falantes.

  2. Esse bando de m**rda patéticos não têm mais o que fazer, não? Que tal ir trabalhar e produzir, por exemplo? Ah, mas é muito mais fácil (e divertido) ficar bancando o “justiceiro social” nas redes sociais… ainda mais se estiver sendo bancado por alguém para isso. Desisto, acho que esse país não tem mais jeito, não. Não com esse tipo de gente de QI negativo, patrulheiros débeis-mentais da vida alheia.

  3. A Jandaia nem deveria ter publicado nota nenhuma. Esses idiotas estão querendo mandar no País usando essa patrulha ridícula e ditando como todos devem se comportar. Isso precisa acabar. Essa atitudes imbecis só mostram o quanto eles são racistas e machistas pois é só o que conseguem ver.

Deixe uma resposta