Moro diz não se arrepender de ter divulgado áudio entre Lula e Dilma

No Fórum Amarelas Ao Vivo, promovido pela Veja, o juiz federal Sérgio Moro foi indagado sobre a divulgação do áudio entre Lula e Dilma em março do ano passado. Diante disso, respondeu:

“Não me arrependo de forma nenhuma, embora tenha ficado consternado com a celeuma que a divulgação causou.”

E continuou:

“Na minha opinião eu fiz o que a lei exigia e o que eu achei que era necessário”, disse. “Não eram exatamente conversas republicanas”, afirma. “Não cabe ao poder Judiciário servir guardião dos segredos sombrios dos nossos governantes”, completou.

Na época, Lula e Dilma conversavam ao telefone sobre a indicação do ex-presidente ao Ministério da Casa Civil. A conversa era clara: Dilma iria indicá-lo para lhe conceder foro privilegiado, o que é uma clara obstrução da Justiça e um péssimo uso de seu cargo. Se Janot não fosse amigo dos petistas teria feito seu trabalho e apresentado denúncia contra ela já naquela ocasião, coisa que nunca fez.

Anúncios

Um comentário sobre “Moro diz não se arrepender de ter divulgado áudio entre Lula e Dilma

Deixe uma resposta