Por pressão do movimento LGBT, ONU formaliza ataque aos cristãos

Para os ativistas LGBT – pró-aborto e pela ideologia do gênero – os cristãos são um obstáculo crescente para a imposição de sua agenda. A ONG Promsex, com sede no Peru, fez uma denúncia junto à Organização das Nações Unidas (ONU), alegando violação dos “direitos culturais”.

O “Relatório Especial de Direitos Culturais”, elaborado pela ONU a partir das “denúncias” da Promsex, insiste que “o fundamentalismo religioso tende a causar um impacto desproporcional sobre os direitos das mulheres”. Na verdade, eles reclamam da pressão feita pelos movimentos cristãos (evangélicos e católicos) contra as organizações feministas que lutam pela legalização do aborto, alegando que se trata de “direitos reprodutivos”.

O termo “fundamentalistas” foi usado para se referir aos grupos que, segundo eles, “rejeitam a igualdade e universalidade dos direitos humanos, baseando-se em visões mundiais rígidas”. Também protestam que “alguns desses grupos costumam impor sua interpretação de doutrinas religiosas, de modo que as leis e políticas que eles promovem são baseadas em ideias estereotipadas e sexistas sobre as relações de gênero”.

Em seu Relatório Especial, a ONU afirma que é obrigação dos Estados “prevenir e punir os atos cometidos por atores não estatais, como grupos da sociedade civil, igrejas, entre outros, que são fundamentalistas e extremistas, contrários aos direitos humanos”.

Por fim, acusam os cristãos de serem “o muro que os impede de avançar” com sua agenda. Propositalmente, ignoraram o fato de que as organizações cristãs é que são responsáveis – através de asilos, orfanatos, e abrigos – pelo cuidado de mulheres, crianças e idosos que não recebem o apoio das autoridades. Não se conhece instituições similares fundadas e mantidas por feministas e ativistas LGBT.

A Promsex é mais uma ONG ligada à Planned Parenthood, fazendo parte da rede que George Soros tem montado para impor sua agenda globalista na América Latina.

Em um texto publicado recentemente no site da Open Societydivulgado no Twitter oficial de Soros, ele lamenta o crescimento na América Latina do “movimento conservador”. Para Soros, essa é “uma ideologia falsa”, que se opõe ao conceito “libertador da ideologia do gênero”.  Quem são os culpados? Sobretudo os cristãos, que “procuram benefícios religiosos”. Por isso, argumenta, é preciso um acirramento de posições em 2018.

No mês passado ele divulgou que está investindo 18 bilhões de dólares na Open Society para a “promoção dos direitos humanos”. A julgar pela argumentação da Promsex, isso significa, na prática, promoção das pautas anticristãs.

As informações são do site Gospel Prime.

Anúncios

3 comentários sobre “Por pressão do movimento LGBT, ONU formaliza ataque aos cristãos

  1. 1) O post estava interessante, até aparecer o nome daquele picareta e destruidor de economias de países pobres, o George Soros – também conhecido como “A Reencarnação dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse”.
    Se o Uncle George é tão preocupado com a ideologia de gênero, por que ele não muda de sexo e vira mulher?
    “Façam o que eu mando, mas eu não faço o que os outros fazem”?
    2) Esse George Soros é um sujeito totalmente contraditório:
    – É húngaro de Budapeste, mas odeia a Hungria – é persona non grata nesse país;
    – É judeu, mas odeia Israel, país que deseja destruir para implantar um Império Palestino na região israelense;
    – Diz que ajuda os pobres, mas especula para derrubar moedas de países do Terceiro Mundo, prejudicando a condição das populações miseráveis.
    – Suas “open societies” (“sociedades abertas”) são simplesmente pequenas tiranias de minorias frustradas, rancorosas, invejosas, vingativas e até mesmo terroristas – as quais se aliaram a um capitalista selvagem, maquiavélico e com obsessão megalomaníaca, o George Soros.

  2. Esse Jorge soros , na minha visão ele é o anti-Cristo . O Jorge satanás soros, deixa eu te falar uma coisa, aqui no Brasil , gostamos de resolver nossas pendências , no diálogo, na paz e na justiça mas , temos outra maneira de resolver também que é na bala. Somos contra assassinatos de crianças , seja no ventre da mãe ou fora. Vocês acham mesmo que nós cristão somos os judeus do holocausto, que vamos ser perseguidos sem uma boa briga , a não , não nos substime. Quero pedir a Deus que toda mulher que abortar sem a legitimidade de um extrupo ou risco de vida da mãe, que nosso Deus a deixe estéril para o resto da vida, pois a muitos meios de se evitar uma gravidez indesejada . Ficam brincando com as leis de Deus , fiquem. Depois não chorem.

Deixe uma resposta