Ex-advogada da JBS contra que Cardozo revelou a Joesley “questões pessoais” de ministros do STF

O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo foi gravado pelo empresário Joesley Batista ao revelar “questões pessoais” envolvendo ministros do Supremo Tribunal Federal e falando sobre as pessoas que deram “apoio político” para que os ministros conseguissem chegar ao STF, afirmou em depoimento à Polícia Federal a ex-advogada da JBS Fernanda Tórtima.

Tórtima foi ouvida no inquérito policial que investiga omissões na delação premiada do grupo J&F, entre as quais estaria o áudio com Cardozo, que não foi entregue pelos delatores – Joesley chegou a afirmar em depoimento que mandou esse arquivo de áudio para o exterior. Advogada criminalista, Tórtima participou das tratativas de delação premiada do grupo, mas deixou a defesa após a revelação do polêmico áudio da conversa entre Joesley e o executivo Ricardo Saud na qual ambos fazem referências de baixo calão à advogada. ÉPOCA teve acesso com exclusividade ao depoimento da advogada, prestado em 24 de outubro na sede da PF, em Brasília.

A informação é do Blog do Noblat.

Anúncios

Deixe uma resposta