Comentário racista de William Waack nos bastidores expões hipocrisia Global na defesa das “minorias”

Assim como os artistas da elite de Hollywood tiveram que morder a língua quando o caso do diretor e produto Harvey Weinstein veio a público, agora a elite artística da Rede Globo se cala diante do caso William Waack.

O apresentador e jornalista que tem longa história na emissora foi pego desprevenido fazendo um comentário racista nos bastidores. Em uma cobertura em Washington, quando se preparava para a reportagem, Waack se incomoda com um barulho de buzina na rua. Ele olha para trás, xinga em voz baixa o motorista – que não pode sequer ouvi-lo por estar bem distante e fora do prédio – e diz que isso é “coisa de preto”, rindo para seu interlocutor que fica aparentemente sem graça, mas concorda. Veja o vídeo:

O caso é que o comentário flagrantemente racista expõe uma hipocrisia galopante de uma emissora que tem forçado a barra com temas raciais em sua programação diária nos últimos anos. O assunto é abordado em novelas, programas e principalmente em reportagens da emissora. Aliás, é bom observar que a Globo forçou a barra principalmente durante a cobertura das eleições americanas, quando se juntou à mídia internacional nas acusações de racismo contra Donald Trump.

Até o momento a Globo a maioria destes artistas globais não se manifestou a respeito do assunto, embora a própria emissora tenha emitido nota oficial afirmando que ele foi afastado de suas funções para que o caso seja apurado.

Anúncios

Deixe uma resposta