Derrotado até para vereador, filho de Lula responde a queixa-crime movida por Orlando Morando

A audiência da queixa-crime movida pelo prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, do PSDB, contra o ex-vereador Marcos Lula, do PT, está marcada para 14 de março de 2018. As informações são da Rádio ABC.

Protocolada em 2015, a queixa por difamação contra o filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se refere a uma publicação no Facebook, feita pelo ex-vereador, em que afirmou que Orlando Morando, atual prefeito de São Bernardo do Campo, apoiava a repressão de estudantes invasores de escolas públicas. À época várias escolas realizaram protestos contra a reorganização anunciada pelo Governo do Estado e que, posteriormente, foi suspensa.

A denúncia chegou a ser rejeitada porque não descrevia o fato criminoso, mas a defesa derrubou o parecer. Contra a decisão, Marcos Lula apresentou habeas-corpus, porém a 2ª Câmara de Direito Criminal do TJ-SP negou o pedido e foi dada a continuidade do processo.

O advogado de Marcos Lula é o mesmo de seu pai nos inquéritos da Lava-Jato e na condenação por corrupção. Cristiano Zanin afirmou que o ex-vereador, derrotado na eleição do ano passado, não praticou qualquer crime contra a honra do tucano e entende que não há queixa-crime, o que será apurado na audiência.

Anúncios

Deixe uma resposta