STF adia julgamento de caso do terrorista Cesare Battisti e alegra extrema-esquerda

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu no início da tarde desta terça-feira (24) adiar a análise de uma ação que decidirá se o ex-ativista político Cesare Battisti pode ou não ser extraditado para a Itália. O julgamento estava marcado para a tarde desta terça (24), mas o relator do caso, Luiz Fux, decidiu retirar o caso de pauta por motivos processuais.

Um dos órgãos que ainda não opinaram é a Procuradoria Geral da República (PGR), que nesta segunda (24) pediu mais tempo para apresentar seu parecer. Ministros do STF também consideram que a ação deve ser levada ao plenário da Corte, formada por 11 ministros, e não ser decidida somente pelos cinco da Primeira Turma.

A mudança para o colegiado mais amplo pode beneficiar o terrorista italiano, que ganha tempo após ter  sido detido em tentativa de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Ele teria tentado cruzar a fronteira do país com a Bolívia com US$ 6 mil e 1.300 euros.

Anúncios

2 comentários sobre “STF adia julgamento de caso do terrorista Cesare Battisti e alegra extrema-esquerda

  1. Não é possível, Ivan Valente, Chico Alencar e demais coniventes com este assassino Italiano. Se esta foto viajar pelo Mundo verão como são ridículos os membros da esquerda caviar brasileira.

Deixe uma resposta