Moro detona truque para evitar prisões após segunda instância: “Justiça sem fim é Justiça nenhuma”

O juiz federal Sérgio Moro saiu em defesa, nesta terça-feira, 24, das prisões após condenações proferidas em segunda instância. “Justiça sem fim é Justiça nenhuma”. Magistrado participou do Fórum Mãos Limpas & Lava Jato, promovido pelo Estadão e pelo Centro de Parceria de Políticas Públicas (CDPP).

Em julgamento realizado em 2016, o Supremo admitiu a execução da pena antes de se esgotarem todos os recursos possíveis aos condenados. No entanto, ministros do Supremo têm feito afirmações no sentido de rever a decisão. Em manifestação recente à Corte, a Advocacia-Geral da União (AGU) argumentou que a pena somente deve ser executada depois de esgotados todos os recursos da defesa, o chamado trânsito em julgado.

Moro disse achar ‘prematuro afirmar que o Supremo pode mudar a questão da prisão em segunda instância’.

Anúncios

5 comentários sobre “Moro detona truque para evitar prisões após segunda instância: “Justiça sem fim é Justiça nenhuma”

  1. Que bosta de jornal. Cade o ‘truque’ que o Moro detonou? Não há nada disso no texto. Manchete sensassionalista só para atrair o leito, e conteúdo RASO sem sequer se aproximar da manchete. Lamentável.

Deixe uma resposta