Ciro dá declaração machista ao falar de Marina: “momento é de testosterona”. Nada de protestos da extrema esquerda

O pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, atacou possíveis postulantes de outros partidos ao posto durante um almoço com empresários na Firjan, no Centro do Rio, na tarde desta quinta-feira, 19. Sobre Marina Silva, o ex-governador do Ceará disse que não a vê com energia para a disputa e que, além disso, “o momento é muito de testosterona”, hormônio masculino.

Claro que se estas palavras saíssem da boca de João Doria, Bolsonaro ou qualquer outro político fora do espectro extremo esquerdista, neste exato momento estariam fazendo um escândalo.

Anúncios

4 comentários sobre “Ciro dá declaração machista ao falar de Marina: “momento é de testosterona”. Nada de protestos da extrema esquerda

  1. Se Doria ou Bolsonaro tivessem feito esse comentário ambos já teriam sido condenados. Como o prolator da frase é amigo dos comunas chineses nada irá acontecer.

  2. Fosse um dos dois – Bolsonaro ou Doria – seriam três dias de “polêmica” no jornal (da mentira) nacional, da globosta, e nos panfletos televisivos da globo(fake)News.

  3. Só esqueceram de colocar a declaração na íntegra pq assim fica mais fácil de tirar ela do contexto né?
    Também esqueceram de mencionar que o “hormônio masculino” testosterona também está presente nas mulheres e é o responsável pela agressividade nos mamíferos, mas pra que se dar ao trabalho né? se não fica mais difícil de manipular os mongos que só acreditam na primeira publicação tendenciosa e sensacionalista que encontram né?

    Mas ai vai a declaração que foi omitida pela “imprensa livre e contra manipulação”.

    “…Não vejo ela com energia e o momento é muito de testosterona. Não elogio isso. É mau para o Brasil, mas é um momento muito agressivo e ela tem uma psicologia avessa a isso. Não sei, eu tô achando que ela não é candidata….”

    Claro que ele também falou do Aécio, do Dória, do Bolsonaro, mas pra que citar isso também né?

Deixe uma resposta