Redação do Enem que “desrespeitar os direitos humanos” pode ser zerada

Segundo a Agência Brasil, entre as regras a serem seguidas pelos candidatos que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na elaboração da prova de redação está o “respeito aos direitos humanos.”

“Quem defender ideias avaliadas como contrárias aos direitos humanos poderá receber nota zero na redação.”

O único problema com isso é que ninguém sabe, nos dias de hoje, o que é realmente desrespeitar os direitos humanos. Também não dá para saber de que forma isso é possível através de uma redação. “Direitos humanos”, atualmente, é como “discurso de ódio”, vai de acordo com a conveniência de quem acusa.

Ofender a Raquel Sheherazade e desejar que ela seja estuprada, por exemplo, não parece violar direitos humanos, tanto é que ninguém que fez isso foi punido. Por outro lado, se você fizer uma piada com a Maria do Rosário gera processo e até notificação emitida pelo Congresso, como aconteceu com Danilo Gentili.

Anúncios

Um comentário sobre “Redação do Enem que “desrespeitar os direitos humanos” pode ser zerada

Deixe uma resposta