MPF quer barrar pedido de habeas corpus para juíza acusada de vender sentenças no Rio

O Ministério Público Federal (MPF) manifestou-se contra o pedido da juíza do Trabalho aposentada Linda Brandão Dias para extinguir a ação penal em que é acusada de vender sentenças.

Os crimes de corrupção passiva, peculato e estelionato teriam acontecido em decisões na 1ª Vara do Trabalho de Volta Redonda (RJ) entre 2003 e 2008.

O habeas corpus será julgado pela 2ª Turma do Tribunal.

No pedido ao TRF2, a defesa de Linda alega que a ação deveria ser trancada definitivamente para sua cliente, estendendo-lhe a decisão judicial que declarou inepta a denúncia contra o advogado e corréu Hércules Anton de Almeida.

A informação é do Radar On-Line.

Anúncios

Deixe uma resposta