“Não há chance de Janot não ter atuado de forma política”, diz ex-procurador na CPMI da JBS

O procurador Ângelo Goulart Villela afirmou nesta quarta-feira, 17, voltou a acusar o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot de atuar politicamente ao assinar o acordo de delação premiada com executivos do grupo J&F. Villela presta depoimento a parlamentares na CPMI da JBS.

Segundo ele, o objetivo de Janot era que a delação provocasse a queda do presidente Michel Temer do cargo, evitando, assim, que ele nomeasse Raquel Dodge como chefe da Procuradoria-Geral da República, o que acabou ocorrendo.

A informação é do Estadão.

Anúncios

Um comentário sobre ““Não há chance de Janot não ter atuado de forma política”, diz ex-procurador na CPMI da JBS

Deixe uma resposta