Supremo afrouxa a prisão domiciliar de Eike Batista

A Segunda Turma do STF converteu a prisão domiciliar de Eike Batista em recolhimento à noite, nos feriados e nos fins de semana.

O empresário não pode fazer contato com outros investigados nem deixar o país.

Votaram pelo relaxamento da prisão Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Lewandowski. Edson Fachin e Celso de Mello não participaram do julgamento.

Eike foi preso em janeiro por ordem de Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio. Em abril, Gilmar revogou a preventiva, e Bretas determinou a prisão domiciliar.

A informação é do site O Antagonista.

Anúncios

3 comentários sobre “Supremo afrouxa a prisão domiciliar de Eike Batista

  1. Eu entendo ! Este GILMAR MENDES Juiz corrupto , com relações de interesses pessoais com o acusado , tem a prerrogativa para votar …
    Isto é canalhice , Inaceitável … eu sei que meu comentário não vai passar deste papel , porque este JORNALIVRE. COM não dá seguimento às notícias , em outras palavras , não tem autoridade para brigar pelas coisas corretas , e simplesmente , informa o ocorrido , isto é, dá a Notícia , mas me desafoguei ..PRONTO !!!!

Deixe uma resposta