População se indignou com campanha da OMO sobre ideologia de gênero no Dia das Crianças e já está sugerindo boicote à marca

Está claro e evidente que a ideologia de gênero é mal vista pela esmagadora maioria da população. Aliás, é mais fácil contar nos dedos quem a apoia, já que em geral são só os militantes de movimentos e partidos esquerdistas.

A Omo, no entanto, resolveu testar a fé de seus fiéis clientes e acabou perdendo. Com a campanha para o Dia das Crianças, a marca apostou na ideologia de gênero. Em um vídeo postado no Youtube, as negativações ultrapassam as dezenas de milhares, enquanto os likes não chegam a mil.

ScreenShot_20171010132607.png

Nas redes sociais, usuários já sugerem boicote contra a marca:

ScreenShot_20171010131947.png

Anúncios

41 comentários sobre “População se indignou com campanha da OMO sobre ideologia de gênero no Dia das Crianças e já está sugerindo boicote à marca

  1. Cada um tem que estar atento e se preocupar em sua participação na sociedade para termos ordem, harmonia e decência, por exemplo : família educa e cria seus filhos , escola transmite conhecimento, a mídia entretenimentos e informação,sabão oferecer um bom produto para a sociedade, quando começam cada um a interferir na responsabilidade de outro vai dar muita confusão igual a que estamos vivenciando e se não mudar e início de um caos sem procedentes, infelizmente.

  2. Que merda essa omo!
    Esse pessoal sem noção querem de qualquer forma impor como devemos educar nossas crianças. Querem nos empurrar guela abaixo esses conceitos promíscuos e nojentos deles.
    E acham que somos obrigados a aceitar essa podridão em nossas vidas e lares como algo correto é comum!
    Uma coisa é você respeitar opiniões e outra é você concordar , e pior ainda aceitar que isso seja proposto as crianças e adolescentes como algo normal, como algo natural , e todos sabemos que isso não e verdade.

    1. Sério que dar a liberdade a um menino de brincar de boneca e casinha, e dar a liberdade a uma menina de brincar de cientista, polícia e ladrão e futebol é “promíscuo e nojento”???? o.O

  3. Já deixei de usar essa marca ah tempo, além de não ser tudo o q dizem sobre ela ,ainda apoiando ideologias??? …. limite-se a sua função…. lavar roupas.

  4. Vamos trocar de marca tem outras tão boas quanto eu não quero na minha casa nada que tente me induzir as coisas que eu não quero não aceito e pronto não adianta a sociedade brasileira já anda muito cansada com essas minorias que querem que agente aceite o que eles querem não é por aí

  5. Os gêneros eu faço uso nas aulas de português. Essa merda que alguns querem que eu aceite, porra nenhuma. Prefiro mudar de marcar. Gays e Lésbicas sempre existiram a vão existir a opção sexual é de cada um, mais querer que as crianças deixam de correr, brincar, pular… enfim ser apenas crianças não rola.

  6. Minha filha de 4 anos tem carrinhos que ela brinca. MAS PREFERE SER A PRINCESA! Ela gosta de coisas de meninas. Bonecas, fantasia de abelhinha. Enfim, tudo. Nunca fiz restrição

    Agora, uma marca querem me impor gênero? Que nem base científica tem? VAO A MERDAAAAAA!

  7. Que pouca vergonha omo que tira sujeiras dificeis agora quer sujar e manchar a sociedade brasileira mexendo com a estrutura da familia ora ora isso nao vou permitir na minha casa ainda tenho uma caixa desse omo mas nao vou comprar mais perdi totalmente a Essa mconfianca nessa marca traidora de valores nunca pensei ver algo assim na minha vida que decepcao omo( ouve me ouve) imposicao na minha casaa nao! Vcs nunca mais serao os mesmos de novo! Bem feito! Essa marca ja era pra mim! Que vcs se fodam!

  8. Queria saber a razão da revolta contra a OMO. Pois a marca só defende a liberdade da criança em escolher do que brincar e não escolherem por ela. Eu mesmo brincava de barbie com minha prima quando era menino e isso nunca me influenciou a ser menininha. Sou hétero. A criança não tem nem sequer ideia do que é gênero, ainda está na fase de descobertas. Deixar que ela assuma suas próprias vontades é o que eu defendo e o que a marca, ao meu ver, também o faz.

    1. A marca omo tem é de defender modos de lavar roupa com menos sabão e água para proteger o meio ambiente por exemplo , agora o método adotado por mim para cuidar dos meus filhos quem decide sou eu e minha esposa e se tiver algo errado e contra a lei a sociedade e não uma empresa é que tem que me policiar existem disque denuncias para maus tratos por exemplo , não cabe a marcas decidir nosso meio de vida .

  9. Bando de gente ignorante. Ninguém quer obrigar criança nenhuma a ter nenhuma orientação sexual específica. A campanha é sobre dar LIBERDADE às crianças de brincar do que quiserem, INDEPENDENTE do estereótipo tradicional de cada tipo de brincadeira. Meninas devem ter a liberdade de brincar de coisas tradicionalmente associadas a mulheres (casinha, boneca…) e também de coisas tradicionalmente associadas a homens (futebol, cientista, polícia e ladrão). Da mesma maneira, meninos devem ter a liberdade de brincar de qualquer coisa, seja a brincadeira tradicionalmente associada a mulheres ou a homens!

  10. Na minha casa não entra mais…foi apoiar a ideologia de gênero e se deu mal…nunca vi uma frase tão débil como: ” meninos podem ter uma coleção incrível de panelinhas”…
    Essa empresa só pode ser mesmo de débil mental…
    Limite-se a fazer sabão q nem isso tá prestando, bando de lixo pervertido

  11. ISSO SÓ VAI PIORA ISSO E BÍBLICO QUEREM FAZER DO NOSSO PAÍS COMO FOI EM SODOMA E GOMORRA,TEMOS QUE BLINDA NOSSA CRIANÇAS DE ASSISTI CERTOS CANAIS DE TV

Deixe uma resposta