Kiko, do KLB, critica posicionamento da Omo sobre campanha com ideologia de gênero para o Dia das Crianças

A OMO lançou, no dia 6, um vídeo com uma campanha para o Dia das Crianças. No vídeo, a marca se posiciona a favor da ideologia de gênero. Conforme publicamos há pouco aqui no Jornalivre, o vídeo no Youtube teve mais de 17 mil negativações, contra apenas 345 likes.

O cantor Kiko Scornavacca, integrante do trio KLB, resolveu se posicionar contra a mensagem da marca de sabão em pó. Em seu texto indignado no Instagram, o músico diz que nenhuma empresa deve se meter na criação de seu filho e questiona: “que tipo de anticristos estão tomando conta das coisas agora?”.

O desabafo ganhou mídia espontânea em diversos veículos.

Aparentemente as marcas não aprenderam a lição com os casos Santander e Amazon. Quando o público não quer, não adianta enfiar goela abaixo. A reação espontânea do mercado é sempre voraz.

Anúncios

42 comentários sobre “Kiko, do KLB, critica posicionamento da Omo sobre campanha com ideologia de gênero para o Dia das Crianças

  1. Disse tudo cara… Criação dos filhos é algo particular, nada de empresas que não colocam um grão de feijão na mesa pra comer, ficar ditando ordens sobre criação, conceitos, certo ou errado. Direito de ser pai é do pai, de quem cria, cuida, quem zela pela saúde da criança… Se tocam seus vermes!!!!
    #BOLSONARO2018

    1. Lamentável ler isso…. a marca apenas deixa claro que o mais importante do que os brinquedos, são as brincadeiras.Hora nenhuma a marca impõe alguma coisa. Você já imaginou um filho seu ser tratado diferente, só por ser diferente ou gostar do Azul invés do Vermelho. A liberdade de escolha é de cada um e de ser também… Ninguém escolhe ser ridicularizado ou humilhado ou morto por ser diferente. A marca apenas deixa claro que devemos ser tolerantes e mais amorosos com o outro, diferente de alguns discursos machistas, homofóbicos e racistas que vemos por aí em nome de Deus. Acorda 1

  2. Parabéns. Se era sua fã agora mesmo que você cresceu no meu conceito . Absurdo o que está acontecendo. O que será das nossas crianças meu Deus ?

  3. Isso me emociona. De uma pessoa respeitosa como o Kiko, não esperaríamos outra reação. Parabéns, e por ser jovem talentoso, tem muito mais força. A família brasileira está sendo atacada covardemente por todos os lados. E quando alguém de renome se posiciona, sentimo-nos amparados. Obrigada por lutar por um Brasil decente.

  4. E não tem que ser só ele não. Todas as pessoas, cidadãos dignos desse Brasil, tem que se posicionar contra essa estupidez. E não pensem que trata-se de simples capricho da esquerda. Estão querendo desmoralizar, criar um caos no país, acabando com as principais instituições, como família, religião, educação, etc, para implantar um socialismo radical.

  5. Depois que estive em países Comunistas, sou contra essa ideologia e nesses países jamais isso aconteceria, porque eles não toleram homossexuais. Isso é uma doença da esquerda brasileira.

  6. Isso mesmo Kiko ,temos que tomar posição .Orquestraram uma ideologia ridícula e querem despejar goela abaixo da população .Pedem respeito ,mas ,não respeitam nossos valores :éticos ,morais ,familiares e religiosos .Vamos exigir respeito .Em minha próxima compra produtos OMO ,não entram na minha lista .

  7. Essa empresas de propaganda estão repletos de pessoas que só querem o sensacionalismo e o lucro a qualquer custo, independente de isso causar uma “Guerra”.

  8. Obrigado Kiko! Respeito e bom e eu gosto, principalmente com as crianças, infelizmente obrigada pela própria mãe a se expor em uma situação tão constrangedora, Kiko concordo com você…”Omo” !deixe as nossas crianças em Paz!!!

  9. Obrigada por defender as nossas crianças. Elas precisam ser defendidas desta estória maldita que acha que sabe como criar uma criança.

  10. Perfeito o que ele disse! Tão todos querendo ensinar os pais, a ensinar os filhos do jeito que eles acham, com deve ser, nós meus filhos que ensina sou eu.

    1. OMO Santander e todas as empresas ou pessoas que forem contra as crianças ou a família devem ser extintas, parabenizo todos que lutam pelo respeito as crianças e a família eu sou Bolsonaro 2018.

  11. Posicionamento bastante decente. Palavras muito bem ditas, realmente é o que estamos precisando, pois não vemos mais muitas pessoas a favor da verdade ética, respeito as nossas crianças é a base da moralidade humana.

  12. Nossa que bom que você está representando as pessoas do bem. Precisamos de pessoas como você, com voz pra falar por nós. Falou exatamente o que digo todos os dias. Querem nos impor uma realidade que não queremos, que não existe. Precisamos de mais pessoas como você conscientizando as pessoas a lutar e resistir essa imposição. Obrigada Kiko Deus o abençoe

  13. Égua….. sou mãe, tia, sou enfermeira, servidora pública há 18 anos, já lutei em defesa de crianças abusadas, enfrentei polícia, ministério público, fui até o juizado de menores ja consegui com a graça de Deus que a justica setenciasse um estuprador por 21 anos e 3 meses de cadeua em regime fechado, em fim… dos meus 52 anos, pensei que já tinha visto de tudo, mas não. Agora vem esses doentes, psicopatas sociais, querer transformar nossa sociedade em um chiqueiro. Chiqueiro nojento é a vida desses doentes e seus valores. Concordo com vc Kiko. A Omo e outras marcas não tem nada de bom a oferecer p as famílias. São como urubus em do.a da carniça!

  14. Pois é KIKO…..às vezes penso que estou tendo pesadelo com tanta adversidade, tanta falta de respeito, tanto terrorismo….mas quando acordo vejo que a realidade é quase pior que meu pesadelo….essas pessoas tem a coragem de dizer que somos hipócritas como se nos conhecessem a fundo….somos apenas pessoas que foram educadas com um padrão de educação dentro da moral e respeitamos o que nos foi imposto visto ser o direito, o lógico, o decente….mas hoje os valores estão todos trocados….o que deixa em nossos jovens uma tremenda inquietação …enfim, temos que orar e pedir forças e bençãos para continuarmos vivendo e transmitindo amor e respeito ao próximo como nossos pais.

  15. O comercial não disse que menina TEM que brincar de carrinho e menino TEM que brincar de boneca, mas sim que eles PODEM brincar com os brinquedos que quiserem! Existe uma grande diferença aí! Que cara burro!

  16. Eses, monte de empresários, e politipos corruptos quer tentam mudar o país contra a vontade do povo eles vão acabar é trazendo um regime militar, que é bom pra eles borrarem, a cueca, de medo.

  17. Os defensores dessa tese “Ideologia de Gênero “, acham que nós vamos ter que engolir guela a baixo a sua vontade….mas, estão enganados…. pois dizemos NÃO, NÃO e NÃO…. se tiver que parar de dar ibope a alguma emissora de televisão , eu vou parar, como por Exemplo a GLOBO, que já parei a muito tempo e incentivo a todos do meu convívio a parar também, se for preciso mudar minha filha de escola , “mudarei”, se for preciso parar de comprar determinadas marcas,” pararei”….o que for preciso farei….porque foi eu que gerei a vida da minha filha…quem tem que educá-lá para o mundo sou EU, pois sou EU ,o ser que a mais AMA nessa terra, e quero o melhor para a sua vida…não irei obrigá-lá a nada, quero apenas que ela seja FELIZ…por isso como cidadã brasileira e MÃE, exijo que as Leis sejam cumpridas, que respeitem a idade e a inocência das nossas CRIANÇAS!!!

  18. Lamentável! Como vocês conseguiram distorcer totalmente a idéia da marca Omo. Vocês que se dizem muito querer proteger seus filhos, não passa pela cabeça de vcs que eles possam ser vitímas da ignorância de vocès mesmos. Vocês imaginam um “Filho” de vcs ser humilhado, diminuido ou até morto por causa de preconceitos irraizados. Ninguém escolhe ser diferente, apenas o È…A marca apenas diz que mais importante do que os brinquedos são as brincadeiras… que sejamos livres pra escolher os brinquedos, se brinquedo definisse sexualidade ou caráter , nós teríamos somente soldados meninos prontos pra guerra e meninas bonecas, o que não acontece em nossa sociedade. Vocês usam o nome de Deus pra segregar, separar e serão vítimas de seu próprio preconceito. A sexualidade não define caráter. O que a marca quis foi apenas deixar claro que certos conceitos errados devem ser banidos… Hora nenhuma OMO incetiva meninos virarem meninas ou vice e versa, cada criança vai tomar o caminho que tem e quer seguir… Se vocês se dizem tão preocupados com mudanças, vocês mulheres voltem a usar somente saias e homens apenas calças e vamos começar a queimar as pessoas nas fogueiras públicas. Gente do céu… homossexualidade não está ligado a pedófilia, sabemos que os maiores casos de pedófilia são de homens héteros com crianças meninas… Parem de levar adiante informações indevidas… Como um disse “meninas ” tem de ser frágeis e emotivas e os meninos durões. As mulheres deixaram de ser frágeis a partir do momento que passaram a ser abandonadas com filhos por seus parceiros (Héteros) e tiveram que tomar frente da situação a que estavam vivendo…isso se chama evoluir, crescer… ACORDA!

Deixe uma resposta