Comando do Hopi Hari vira trampolim para família de políticos com condenação milionária

Após intensa crise financeira que o forçou a fechar as portas no início deste ano, o parque de diversões Hopi Hari foi reaberto, meses depois, com um novo comandante: José David Breviglieri Xavier, ex-secretário de planejamento de Cotia, cidade da região metropolitana de São Paulo. Nas redes sociais, David adota o codinome José David di Hopi Hari, assumindo o posto de “prezidan” — uma espécie de presidente do parque — e interage com seguidores e visitantes.

José David é pai de Victória Xavier, candidata à vereadora nas duas últimas eleições municipais em São José dos Campos, interior de São Paulo. Em 2012 pelo PSDB, Victória teve 1.749 e não se elegeu. O ano passado, agora pelo Partido Verde, a jovem saltou para 3.183 votos e foi eleita primeira suplente.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo
Victória mostra adesivo durante campanha eleitoral

O anseio pelos cargos públicos é genético. Anos antes, em 2000, o próprio José David concorreu a uma cadeira na Câmara Municipal de Cotia. Sem sucesso. Com apenas 462, ficou de fora. A insistência, porém, parece ser outra marca da família. Dois anos depois o patriarca voltou a disputar um mandato, desta vez para deputado estadual. Foram 1.554 votos, insuficientes para elegê-lo.

Bem-articulado, José David se tornou secretário da gestão do ex-prefeito Carlão Camargo em Cotia. Ao lado do mandatário, foi — de acordo com a Folha de Cotia — condenado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo no processo nº TC-016077/026/10. Para o TCE, o contrato milionário com cifras em torno de R$ 3.940.000,00 (três milhões novecentos e quarenta mil reais), com aditamento de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) entre a Prefeitura de Cotia e a Brasil Partners Engenharia Ltda foi irregular.

A empresa prestava serviços irregularmente de Engenharia visando o cadastramento/recadastramento imobiliário e mobiliário de infra-estrutura viária urbana e informações geográficas, monitoramento e dados cadastrais.

O acesso ao comando do Hopi Hari não diminuiu a relação da família com a política e suas pautas, ao contrário, aumentou. Além da fanpage no Facebook servir como plataforma de marketing de sua figura pessoal, em método jamais visto em seus antecessores; postagem recente feita por um de seus empregados revela o interesse de José David na agenda LGBT, pauta recorrente no debate político atual. Veja:

Victoria paraquedista 2.png

Victória Xavier, por sua vez, anunciou recentemente mais uma troca de partido político. Sua nova legenda é o Podemos, agremiação comandada pela família Abreu, da deputada federal Renata Abreu. A legenda trocou o nome recentemente, abandonando a sigla PTN do Partido Trabalhista Nacional e, assim, tentando apagar o passado. Renata é filha do ex-deputado federal José de Abreu, acusado pela direção do então PTN no Rio de Janeiro de “embolsar o Fundo Partidário” que, à época, era de R$ 1,25 milhão. Um ano antes, reportagem da revista Veja revelou que o PMDB fluminense teria oferecido pagamento de R$ 200 mil em troca do apoio do PTN ao ex-prefeito Eduardo Paes, aliado do hoje presidiário Sérgio Cabral Filho.

Mais: em 2013 o ex-ministro de Lula José Dirceu foi contratado pelo Saint Peter Hotel em Brasília, de propriedade Paulo Masci de Abreu, irmão de José Masci de Abreu. A legenda foi um dos dez partidos que entraram na coligação que apoiou a candidatura de Dilma Rousseff a presidente da República em 2010.

Recentemente Victória posou ao lado de lideranças do antigo PTN. Em vídeo vinculado na página nacional do partido, a jovem é convidada por um Senador da legenda para ser pré-candidata a deputada federal o ano que vem: “seria uma honra“, responde Victória.

A aproximação demonstra que, deste já, a família Xavier conta com enorme prestígio na nova legenda e, deste modo, usa a administração do Hopi Hari e a exposição conquistada como trampolim político para seus próximos intentos eleitorais. Resta saber até quando o parque sobreviverá.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

11 comentários sobre “Comando do Hopi Hari vira trampolim para família de políticos com condenação milionária

  1. Não sejam ridículos, parece que a fama subiu a cabeça do MBL, agora criticar as pessoas por qualquer voto vale a pena pro MBL. Pelo amor de Deus, o Hopi Hari é símbolo que nos faz ter orgulho da nação brasileira, é um parque comparado com outros de nível mundial, finalmente aparece alguém que veste, literalmente, a camisa do parque vocês estão criticando-o apenas porque ele também é político! A que ponto chegamos? Desde quando nepotismo em empresa privada é crime. Parem, parem que está feio.

  2. Desde quando nepotismo em empresa privada é crime? Agora pro MBL vale a pena tudo por voto, tudo pra se aparecer. Hopi Hari é um símbolo que nos faz ter orgulho de ser brasileiros e vocês querem estragar a imagem do parque exatamente no seu melhor momento.

  3. Se depender de noticias como esta, nao muoto tempo. Agora vem a pergunta: o que interessa mais ao pais: bons investimentos em uma area quase falida, gerando empregos, e trazendo um pouco de alegria as pessoas, ou viver de passado falando da vida dos outros? Porque não sei vocês ( ja que em midia social geralmente nao de fala o nome de quem posta as coisas, sempre escondidinhos arrás de um nome fictício como deste jornaleco ) mas todo mundo tem problemas e faz burrice pelo menos uma vez na vida. Portanto bora trabalhar de verdade, ao invés de ficar divulgando notícia barata que aliás só saiu aqui.

  4. É de mídia pobre de espírito como essa de vcs… q alguns lixos se alimentam…faz favor…o parque está lindo…vcs já foram? Acredito q não….certa ela e o pai
    de usar tudo de bom q tem feito para o parque…para as pessoas q passam dias maravilhosos lá…para várias famílias que são empregadas e trabalham de dignamente(e recebem por isso)…quem escreveu isso mesmo? Ahhh não assinou!!!!

  5. E qual o problema?
    Não vi nenhum, deixa o cara trabalhar, está fazendo uma ótima administração, os outros só roubaram o parque e não investiam nada no local, esse está trazendo o público de volta e colocou todo o parque para funcionar, aposto que o MBL só fez essa matéria por raiva dele ter visitado o stand de turismo LGBT, o que vcs do MBL tem contra gays?

  6. Matéria totalmente tendenciosa e desnecessária, sem nenhum fundo jornalístico. E digo mais: seria interessante sabermos QUEM está por trás do Jornal Livre para fazermos também umas investigações de rotina…lembrem-se, pau que bate em Chico bate em Francisco.
    Péssimo gosto, péssima linha editorial. Nos fez lembrar o Notícias Populares.

    1. E não sou de esquerda, diga-se de passagem, e o que me trouxe aqui não tem viés político algum. Mas acompanhamos o trabalho da Vitória e vimos com muito bons olhos o que ela, o pai e toda a nova equipe do Hopi Hari tem feito pelo parque, hoje festivo e cheio de vida.
      Vão até lá, vejam o que já foi feito, e depois releiam o texto para ver se “tudo foi feito pensando na política” ou se essa dedicação e empreendedorismo já estão na alma dos que fizeram o parque ressurgir.

Deixe uma resposta