Advogado entrevistado em matéria do Fantástico é filiado ao PT e já foi até candidato a deputado

A patética matéria do Fantástico, que foi ao ar ontem, 8, tratou de difamar aqueles que criticaram as exposições pedófilas do MAM e do Santander Cultural, respectivamente a La Bête e a Queermuseu. A matéria chegou a comparar os críticos das duas exposições com traficantes de favela que expulsaram umbandistas.

Exatamente aos 5:10 da matéria, que você pode conferir no próprio site do Fantástico (aqui), o advogado Carlos Nicodemos, da Comissão de Direitos Humanos da OAB, foi entrevistado. Ele defendeu a exposição e disse que não há nada errado em expor crianças a isso.

O Jornalivre, por acaso, obteve a dica de um leitor e pesquisou a informação. Carlos Nicodemos é petista, filiado ao partido. Já até foi candidato a deputado estadual por São Paulo, mas não se elegeu.

ScreenShot_20171009111818.png

Anúncios

18 comentários sobre “Advogado entrevistado em matéria do Fantástico é filiado ao PT e já foi até candidato a deputado

  1. Essa postura medíocre só pode ser de um petista, escolhido a dedo pelo lixo da Globo.
    Militares, por favor, já passou da hora de vocês botarem ordem na casa.

  2. Ué, por que a matéria não continua? E daí que o cara é filiado ao PT? Tá certo que político é tudo corrupto, mas seriam também todos pedófilos? Por isso defendem a exposição de crianças a um corpo nu? Quem escreveu essa “notícia” é bem preguiçoso hein, poderia concluir seu raciocínio.

  3. A globo é lixo, com isto é outras os conservadores e patriotas agradecem, temos razões de sobra para votar no BOLSONARO PRESIDENTE EM 2018!
    O SOCIALISMO E O COMUNISMO SÃO O CÂNCER DO BRASIL!
    VERMELHOS NUNCA MAIS!!!

  4. Qual a relevância do advogado ter ou teR tido alguma relação com o PT ou qualquer outro partido político? Isso por acaso torna sua opinião irrelevante?
    Não gosto da Globo, mas repúdio qualquer outra mídia ou emissora que pratique umjornalismo tendencioso, preconceituoso e venenoso como esse que o responsável nem ao menos assinou.

  5. Antes da internet era difícil entender os truques das esquerdas, mas agora descobre-se as conexões entre os militantes em horas e as narrativas deles desmoronam. É por isso que Caetano Veloso e Paula Lavigne montaram uma central de perseguição ideológica disfarçada de defesa da liberdade de expressão, a liberdade de informação aterroriza esses canalhas.

  6. O pessoal da “central de perseguição ideológica” condena a censura que se lhes fazem, mas tentam impô-la aos adversários, clamam por isso…

  7. A participação do referido advogado carimbou a reportagem como podre e medíocre. Ele é do famigerado direitos humanos, é lógico que estará sempre em defesa da bandidagem. E além de tudo ainda é petista.

  8. É a velha História, “para nós, tudo, para os outros a lei”. Isso é fruto de um governo que destruiu várias gerações, deixando de ensinar o significado da palavra “NÃO”. Para essas pessoas desejos são direitos, onde temos o pensamento: se eu quero eu tenho, se eu quero você tem que me dar. O resultado é o que vemos hoje, a destruição da estrutura familiar, da ética, do civismo e da moral. Pessoas lutando não por igualdade, mas por vantagens, pessoas desrespeitando os pais, professores e os próprios semelhantes. Estas pessoas são as mesmas que chamam os outros de intolerantes e também são incapazes de tolerar a opinião dos outros. Elas são ditadas por pensamentos, como: Dê-me o que quero, faça o que eu disser, mas nunca faça como eu. Caso faça, iremos combater você. Depois, os outros que são extremistas. Quanto ao caso, na lei existe jurisprudência. Se alguém já foi detido na mesma situação que o “artista” em questão, ele também deve ser preso, pois a lei não considera o porquê de uma situação, mas se ela ocorreu. De acordo com alguns, havia um aviso sobre o conteúdo na entrada. Quando uma pessoa quer entrar em uma boate, em um evento com classificação indicativa, o segurança não pede a identidade? Se ele não pedir e houver alguém com idade menor que a indicativa, a boate será multada, podendo até ser fechada, sendo punida de acordo com o rigor da lei? Pelo faça dele se considerar um artista ele não deve respeitar a lei? A lei é só para alguns? Como eu disse, a lei para os outros. Temos duas irregularidades, a ato impróprio com as crianças, que, em minha opinião, deve ser enquadrado no crime de pedofilia (caso contrário, se alguém for pego em mesma situação, teremos a jurisprudência, baseada no precedente aberto por este caso, onde a pessoa não poderá ser presa) e a irregularidade quanto a permanência de menores em ambientes com classificação indicativa para maiores.

Deixe uma resposta