Heroína: professora morre ao tentar salvar crianças de um incêndio em uma creche em MG

A professora Heley de Abreu Silva Batista, 43 anos, morreu na noite de quinta-feira (5) após o ato heroico de tentar salvar crianças de um incêndio criminoso, causado pelo vigia Damião Soares dos Santos, no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, em Janaúba (MG), a 560 km de Belo Horizonte. Ela teria tentado conter o agressor, segundo a polícia.

O criminoso estava afastado do trabalho e teria ido à creche entregar um atestado médico. Damião jogou um líquido inflamável sobre as crianças e sobre si próprio e ateou fogo. Ele, a professora e outras cinco crianças morreram, outras dezenove crianças ficaram feridas, nove em estado grave.

Diego Abreu, primo de Heley, disse que ela havia sido efetivada na escola, que pertence a rede municipal de ensino, neste ano. Segundo ele, a professora sempre foi uma zelosa com seus alunos. “Ela adorava crianças, tanto seus filhos quanto seus alunos. Amava a profissão, nem se importou com sua própria vida, salvou muitas crianças”, diz.

Helley deixou três filhos: um adolescente de 15 anos, uma menina de 12 e um bebê de um ano e três meses, que devem ficar com o pai. A coragem desta professora irá fazer com que ela seja lembrada para sempre como um exemplo a ser seguido por todos os brasileiros.

As informações são da Veja.

Anúncios

Deixe uma resposta