Universidade federal cria disciplina de “afro-matemática” contra “matemática racista”

Em mais um exemplo do nível de loucura e descompromisso com a qualidade acadêmica das universidades federais, a Universidade Federal do ABC (UFABC), a única realmente criada pelo ex-presidente Lula (PT-SP), criou duas novas disciplinas em seu Curso de Licenciatura em Matemática: Estudos Étnicos-raciais e Afro-matemática como Transformadora Social.

A proposta foi criada pelo “Coletivo Negro Vozes” para “combater o racismo na matemática”. De acordo com o coordenador do coletivo, Jorge Costa, “a disciplina de matemática é uma das responsáveis pela exclusão de negros e negras das escolas e consequentemente dos cursos superiores nas áreas tecnológicas”.

Após objeções conceituais do Núcleo Estruturante da Licenciatura em Matemática da UFABC, a disciplina de “Afro-matemática” foi renomeada como Seminários em Modalidades Diversas em Matemática. A ementa e a bibliografia proposta pelo “coletivo”, entretanto, foi a mesma, o que foi comemorado por Jorge: “Este talvez seja o primeiro ou um dos primeiros cursos de licenciatura em matemática que se propõe a discutir o racismo de modo estruturante como uma obrigatoriedade da instituição”.

De acordo com o Ranking Universitário, a UFABC é apenas a 159a em avaliação do mercado de trabalho, enquanto seu curso de matemática é apenas o 77° melhor no mesmo critério. A universidade custa R$ 260 milhões de reais por ano aos pagadores de impostos brasileiros.

matematica-sonapitagoras-004.jpg

A informação é do Instituto Liberal de São Paulo.

Anúncios

59 comentários sobre “Universidade federal cria disciplina de “afro-matemática” contra “matemática racista”

    1. A matemática tem origem africana. A cultura africana e afrodescendente tem referenciais matemático. Antes de chamar de idiota, estudem sobre o assunto. Podem começar pelo Wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Matem%C3%A1tica_africana. Depois, partam para textos de acadêmicos de várias partes do mundo que tratam do assunto. Enquanto vocês ficam achando que eles lá na UFABC são atrasados, no resto no resto do mundo há milhares de pessoas corroborando essas teses. São teses! Não são achismos, ativismos, esquerdismos, não.

      1. Qualquer um pode EDITAR o Wikipedia, e segundo estudos acadêmicos esse não é um meio viável de se formar teses, Sobre a Matemática ter surgido na África, você está certa, o artefato mais antigo encontrado foi no Egito e é datado de aproximadamente 2000 a.C. e os mesmos na época não faziam distinções Étnicas-raciais. Os Egípcios nem eram 100% Negros por causa da localização geográfica do local ser próximo ao Oriente Médio. A Evolução da Matemática foi dada sim, por na maioria de pessoas Brancas, mas isso não quer dizer que a a disciplina de matemática é uma das responsáveis pela exclusão de negros e negras das escolas, a matemática não distingue raça, cor, ou credo, a matemática distingue mentes, não existe racismo nisso, racismo seria separar raças devido a isso, isso é um ativismo sim. Você que não consegue enxergar que as políticas de inclusão querem “incluir” criando um pretexto vulgar (e qualquer) e colocando qualquer condição como problema (principalmente questão de raça) mas só que em 90% dos casos ela falha. Um exemplo, tem um rapaz que eu conheço que é negro, é Brasileiro, que entrou na mesma faculdade que eu por cotas e usa o dinheiro do auxilio estudantil para fumar maconha. Na mesma faculdade que eu estudo, tem um outro rapaz que é africano e que é melhor em matemática até do que eu mesmo, eu sou pardo, quase branco, cadê a matemática parda para me ajudar? cadê a matemática branca para me ajudar? lembrando que a matemática egípcia se resumia apenas em: Dígitos e números, Frações, Adição e subtração, Escrita dos números,Números hieráticos e isso tudo se aprende na quarta série do Primário.

  1. idicularizados e acham que é luta. Só a cota, já é diploma de incompetência.
    O negro era visto como um ser inferior, incapaz de raciocinar, incapaz de competir
    cosso, é atestar a burrice do negro. Incapaz de fazer cálculos. Idiotizados. Estão sendo humilhados, rim brancos em todos os sentidos. Mas quebraram esse preconceito, que veio junto
    com a escravidão. Temos negros médicos, matemáticos, empresários, cientistas, contadores.
    Por que essa juventude se submete a isso?? Estão se deixando escravizar, ter suas mentes
    escravizadas, não mais o corpo. agora a mente.

    1. Gostaria muito de entender o que disse. Pelo visto, seu português precisa de régua para ter um bom compasso. Longe aqui de qualquer preconceito. Apenas, manifestando que não entendi o que disse ou quis dizer.

      1. Foi possível entender a parte mais importante (e VERDADEIRA): os negros estão sendo ridicularizados, sendo chamados de incompetentes.

    2. Quanta imbecilidade!!!! Quanta besteira proferida pelos Esquerdopatas!!!! Ou seja…..se Matemática é difícil…..o “Coletivo” propõe criar uma “Nova Matemática” (irracional e estupida) com o objetivo de que alguns Maconheiros consigam se formar……kkkkk Este é o Mundo Petralha…….Malditos sejam todos os Petistas e maldito seja o seu plano diabólico de destruição do Brasil 🇧🇷

    3. A matemática tem origem africana. A cultura africana e afrodescendente tem referenciais matemático. Antes de chamar de idiota, estudem sobre o assunto. Podem começar pelo Wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Matem%C3%A1tica_africana. Depois, partam para textos de acadêmicos de várias partes do mundo que tratam do assunto. Enquanto vocês ficam achando que eles lá na UFABC são atrasados, no resto no resto do mundo há milhares de pessoas corroborando essas teses. São teses! Não são achismos, ativismos, esquerdismos, não.

      1. Realmente agora deverá ser criado um Afr Português e um AfroHistória, já que se baseiam na WIKI (feito por internautas e não por historiadores, ou seja, não precisa ser fidedigno) para responder a algo tão complexo como a Matemática (μαθηματική) .Há coisas que nem explicando com desenho alguns irão compreender. A matemática remonta há milênios, e não há nada que demonstre claramente quando surgiu, alguns indicam a Mesopotâmia, a Babilônia e o Egito outros o como a Grécia o berço da Filosofia(hoje também uma AfroesquerdaFilosófica), berço dos sábios e dos filósofos. Estudo não é buscar na Wiki , acadêmicos nem sempre sabem o que dizem(principalmente alguns ativistas sem visão), posto que criaram disciplinas baseadas na cor e não no conhecimento.Quais pessoas corroboram essas “teses”, quais milhares???Quais teses? Quais nomes? Qual ciência. Da Wiki? Da AfroWiki? Ler livros dá trabalho, não é?
        Mas fica duas dicas :

        “Stone age mathematic” – Strik, D.J
        Die Coss(As coisas),Cristoff Rudolff- 1499-1545

  2. Tive um tio-avô, coronel da PMMG,professor,economista e contador. Auditor e administrador. Até aí nada demais, exceto o fato dele ser NEGRO!
    Pelo amor de Deus! Não podemos descer mais.

    1. Bom, capitão do mato era negro. Vigilante é negro. Policiais sempre foram em sua maioria negros. O negro como o homem temido e violento faz parte do imaginário racista. Logo, seu avó ser coronel foi a profissão lugar-comum do negro. Contam-se no dedo, os negros médicos, roteiristas ou qualquer outra profissão que não reforce a cultura colonialista. E depois, você não sabe até aonde seu avó conseguiu superar barreiras para exercer suas outras formações. Quando se fala em falta de acesso e reparação, não quer dizer que nenhum negro consegue. Quer dizer, é mais difícil para o negro e que poucos conseguem. A questão não é UM negro conseguir, e sim CENTENAS de brancos conseguirem e centenas de negros NÃO-conseguirem “chegar ao topo”.

  3. As “calculadoras humanas” sendo uma delas, Katherine Johnson a grande responsável pelo sucesso do Projeto Apollo, ainda que nos bastidores, ERAM TODAS NEGRAS. No lugar do mimimi esquerdopata, ELAS se impuseram pela competência, pela dedicação e mesmo sem o reconhecimento imediato continuaram sendo imprescindíveis e muitas morreram sem terem visto o resultado de seus sacrifícios. Em 2016 um filme contou a sua história e de suas colegas extraordinárias como Dorothy Vaughan, Mary Jackson, Christine Darden e Gloria Champine. Dorothy trabalhou horas a fio após o expediente e conseguiu dominar os supercomputadores instalados na NASA e que iriam lhes substituir e assim manteve o emprego de suas co-irmãs de etnia. Estas mulheres tem o meu respeito… Este pessoal do “coletivo” deveriam ler estas biografias e talvez criassem vergonha de sua infeliz condição moral e intelectual. Lamentável…

    1. VC VIU AS CONDICOES ESCRAVIZANTES EM QUE TRABALHAVAM ? VC SO SABE DELAS PORQUE RESOLVERAM DENUNCIAR SUA EXCLUSAO DA HISTORIA… MIMIMI UMA PINÓIA

      SO ESTAVAM LA PORQUE EM SUAS ESCOLAS NEGRAS…. ELAS ERAM GENIOS NATOS….NAO ERAM NEGRAS NORMAIS. TAVA CHEIO DE ……..BRANQUELO NORMAL INCOMPETENTE NO PROJETO…. ENQUANTO TANTOS NEGROS GENIAIS FORAM BARRADOS POR RACISMO E NAO DIGA QUE NAO, BRANQUELOS ESTES QUE CAUSARAM INUMERAS CATASTROFES NO PROJETO.

      O TITULO DO FILME QUE DENUNCIOU A EXCLUSAO DELAS DO SUCESSO NO PROJETO DEVIA TE MOSTRAR QUE NAO HA MIMIMI….

      NUMEROS ESCONDIDOS.

      TA CHEIO DE NUMERO ESCONDIDO NO BRASIL.
      VC AJUDA A NAO DEIXA-LOS TER UMA CHANCE.

      1. Recomendo um psiquiatra com urgência. Não vou sugerir a cor da pele do médico porque não julgo pessoas por isso. Ache um competente da sua preferência e seja feliz. E tome os remédios receitados corretamente. Seus familiares ficarão felizes!

      2. Cara, não adianta argumentar com essa galera que dialoga com robôs dementadores. Essa reportagem é tooda tendenciosa. 1)Eles citam que não há argumentos que justifiquem a disciplina sendo que JAMAIS foram lá conferir o argumento. 2) citam o Lula como criador da universidade qdo divulgam uma estatística totalmente empresarial sobre a universidade. .. e a intenção é garantir o acesso, não excluir. O nome do Lula entra para instigar os já induzidos a pensar sem refletir nada. Eu queria ver um imposto de uma universidade subaproveitada como diz NÃO ser desviado num Governo desses. Afinal, como diz o texto, é o nosso dinheiro que está em jogo.
        Queria ver esses governos de ideologia política excludente investirem por 20, 30, 40,50 anos ininterruptos na qualidade dessas universidades…
        Idiotas! Acham que esse povo está preocupado com qualidade?
        Eles falaram em qualidade da universidade em relação ao mercado de trabalho. Nunca pensam na formação do indivíduo como um todo, um cidadão crítico reflexivo da sua realidade cada vez mais distorcida por um jornaleco desses com mil e poucos acessos.
        Um cidadão bem preparado SE garante na porra do mercado. Esse troço de ranking é pra filhim de papai que depende de conceitos dos outros para se impor!
        Não joguemos mais pérolas aos porcos!
        Vou parar por aqui. daqui a pouco esse robô me tranforma numa comuna virtual!; que todo acredita.
        Sugestão de literatura a todos: Sapienshttps://goo.gl/search/Sapiens:+A+Brief+History+of+Humankind
        Sapiens: A Brief History of Humankind, Book by Yuval Noah Harari
        : uma breve história da humanidade…
        “O que nos diferencia dos demais animais é a capacidade de criar histórias e mitos que não existem”…

      3. Muitas das situações mostradas no filme ocorreram antes.
        Os banheiro segregados foram abolidos no fim dos anos 50.A História se passa poucos anos depois.
        Elas enfrentaram todo tipo de abuso e constrangimento e venceram por serem competentes e aguerridas.
        Por fim,caso existisse cota racial naquela época ,garanto que as piores negras estariam lá e John Gleen só veria o espaço sideral pela tv.

  4. Nunca vi um numero discriminar um negro ou um branco por uma cor… nunca vi uma conta fazer o mesmo, uma equação, nunca vi nada do tipo. Isso é coisa de quem não tem o que fazer! Há negros em posições altas e baixas, bem como brancos. Pergunte a eles se eles concordam ou não com isso! Isso sim é ser racista. É falar mal e não olhar a própria cagada que faz! E ainda por cima culpar os outros! Esse mundo tá é perdido.

    1. Para quem não sabe, chamar de branquelo não ofende, mas pode , dependendo de como a pessoa se expresse ter alto teor racista, assim acho que deveria ser criada outra disciplina a Branca Matemática, ou algo do gênero (matemática para branquelos, matemática para Japoneses, matemática para italobrasileiros etc e tal), já que se trata de descobertas matemáticas baseadas na “Cor’ e não nos conhecimentos que foram trazidos para a humanidade, pois a história realmente escondeu grandes gênios, entre eles brancos, negros, amarelos e vermelhos, ser esquecido pela História não é privilégio de uma só cor.

  5. Faz tempo prof. Dr. Ubiratan Dambrosio cunhou uma linha de pesqupesquisa estudada no mundo chamada etnomatematica. E o prof dr Paulus Gerdes apresentou vários livros e artigos em periódicos científicos sobre matemática africana.

  6. Não é por nada não, mas na universidade que curso licenciatura em matemática e física, se trabalham disciplinas relacionadas a afro descendência e a cultura indígena desde 2014, mas não é algo a ser tratado como minoria ou até mesmo para afastar os alunos ou querer se aproveitar para trazer apenas alunos, mas sim pelo fato de se fazer conhecer pelo futuro professor a como lidar em sala de aula, e isso se trabalha em qualquer licenciatura do instituto que faço parte..

  7. Desonestidade intelectual, é isso, matemática é uma ciência, existe necessidade de estudo e dedicação. Tentar atribuir ideologias as ciências
    naturais , é um erro que já foi cometido por estados totalitários.

  8. Só te digo uma coisa
    Quando for contratar um profissional não vou contratar um negro. Vai que ele entrou na faculdade por conta das cotas, vai que estudou matérias modificadas.
    Ou tenho certeza que o negro entrou por mérito , ou contrato um Branco que não entrou por cotas.
    Não é racismo, é pragmatismo.

    1. Adriana, pensando dessa forma, vejo que ninguém deveria trabalhar para você. Que pensamento de merda. Estude um pouco. Cotas não avaliam nível de conhecimento.

      1. Na verdade as cotas dizem sim que ele tem menos conhecimento! Afinal a prova do enem ou vestibular mede o que?

        Mas sou a favor das cotas, afinal nao mede o quanto ele esta disposto a aprender e se formar com os mesmos direitos de todos ao lado dele na faculdade!

        Agora, materias modificadas?

        Isso pode sim fazer com que se formem muito mais negros nao tao qualificados, causando um agravamento maior na desigualdade racial e piorando tudo pelo que eles tem lutado!

        No fim te escrevi tudo isso pra mostrar, nao que ela esta certa ou errada, mas que a adriana tem pontos a se considerar! Ja voce, esta agindo de forma ignorante, com um discurso bem vazio! Exatamente igual os proprios preconceituosos que apenas acreditavam em algo, sem um pequeno senso de critica! É tipos como voce que estragam um movimento e faz ele ser mal visto!

    2. Apenas negros de escola pública tem direito a cotas.
      Meu namorado é negro e não teve direito por ter vindo de uma escola particular.
      Sobre o seu comentário, ele é racista sim
      Mas não vou discutir, apenas tentar ter compaixão de vc

    3. É racismo sim! Quem entrou por cota não necessariamente teve uma nota inferior aos que entraram por ampla concorrência, é apenas uma modalidade e a pessoa pode optar por ela. Sem contar que mesmo com cotas, você sabe o valor das notas de corte? Você já deu uma pesquisada? Então tente, porque mesmo com as cotas você tem que tirar uma nota MUITO BOA pra conseguir entrar. E branco entra por cota também, viu?! Não existem apenas cotas raciais, existem cotas sociais também. Se você acha tão importante, quando for contratar um branco tenha a certeza de que ele também não entrou por cotas, abraços.

  9. Isto é um absurdo!
    Não existe um saber maior diferenciado do branco ou do negro. Cada um de nós construímos nossos saberes de acordo aquilo que desejamos. Não pela cor de nossa pele. Neurônios todos temos iguais, basta usarmos!
    Está Disciplina é apenas mais uma forma de humilhar a pessoa negra!
    Lamentável!

  10. Morro e não vejo tudo… Então vão dar uma facilitada na matemática pros negros? Tá de sacanagem, né? O sistema de ensino é excludente… concordo. Mas tornar rascista uma disciplina baseada na lógica já é demais!

  11. Acho totalmente viável a criação desta matéria. Os professores vão trabalhar em qualquer lugar e precisam estar preparados para esta situação.
    Quando dizem “Afro Matemática” dizem “Matemática para as pessoas carentes”, isso qualquer professor vai aprender na prática porém vai demorar anos para entender o choque cultural.

    O movimento negro fez um ótimo trabalho. Estão de parabéns !

  12. Nem leram a ementa da disciplina hahahahahahhahaha
    Gente, é uma disciplina que aborda descobertas que negros fizeram no ramo da matemática, e que são muito importantes, mas cujo as histórias foram negligenciadas

  13. Acho interessante que vocês consideram apenas um item do ranking da Folha que, aliás, é pouco respeitado. Quando se consideram rankings internacionais, como o britânico Times Higher Education, a UFABC aparece como uma das melhores do país. Sobre a disciplina, tem uma conotação de história da matemática e está ligada à licenciatura na área, que, particularmente, tem a melhor avaliação do país.

  14. http://www.conjur.com.br/2016-jun-26/suprema-corte-mantem-cota-racial-universidades-eua

    …nclusive a Suprema Corte Americana, o STF dos EUA, do qual os Ministros não aparecem em entrevistas na TV e não viram pop star iquais aos do Brasil, renovaram a cota racial, decindo que os negros passaram dezenas de anos sendo discriminados e ainda terão alguns anos pela frente no caminho de criarem uma classe intelectual negra/latina de forma paridade com a população negra daquele país.

  15. A universidade é muito bem avaliada nos rankings internacionais. Com 10 anos de idade já está entre as melhores universidades da américa latina e os alunos de engenharia são muito bem vistos pelas empresas da região. Poderia ter citado a avaliação THE, que é mais confiável, mas não, decidiu se basear nessa avaliação da folha, que provavelmente foi comprada.

    Sobre a disciplina nova: eu acho completamente irrelevante esse assunto sobre matemática na África enquanto os alunos têm coisas mais importantes a estudar. Já existe a disciplina História da Matemática na UFABC; deveriam, no máximo, abordar o assunto nessa disciplina e não criar uma disciplina só pra falar sobre negros.

  16. Tem que ensinar a matemática em um quadro negro e com giz negro para que todos entendam a matemática e com a luz apagada tbm, mais fácil assimilação, pois como dizem na fisica, as cores são espectros de luz e o preto é ausência desta luz. – lamentável como a população está radicalizando.

  17. A reportagem não traz muitas informações, mas, ao que parece, é possível que essa seja mais uma iniciativa sensacionalista de inferioridade. Temos vários casos de expoentes afrodescendentes; um, inquestionavelmente admirado pela maioria dos brasileiros, é nosso magistrado ícone: Ministro Joaquim Barbosa.
    É fato que ainda somos muito racistas, até quando não queremos ser (quando protestamos contra as cotas, por exemplo), mas acredito que a maior forma de não demonstrarmos preconceito é acreditando que de fato somos todos iguais intelectualmente, independente das especificidades físicas de cada etnia. É bem verdade que negros possuem uma vantagem física em ralação aos brancos; e, ao que parece, os brancos talvez tenham certas vantagens sobre os negros; contudo, se ambos souberem respeitar um ao outro e mutuamente se ajudarem em suas diferenças, o mundo dará um salto inesquecível em direção à tolerância e ao genuíno amor.

  18. Todo ser humano é um vendedor, e como tal deve criar argumentos para vender o seu produto , como se fosse o melhor do mercado ! Desfazer as objeções é o lado crítico da venda, principalmente quando as objeções são reais , visíveis a olho nu , e, indissociáveis do produto !

  19. Enquanto se fala sobre ideologia, tudo bem, cada um tem a sua, agora quando o autor apresenta dados sobre o posicionamento da universidade no ranking “mercado de trabalho”, não apresenta fonte alguma, ou se embasa tecnicamente. Típico daqueles que repetem sem saber o que estão falando. Basta fazer uma pesquisa para se constatar a qualidade da ufabc https://www.metrojornal.com.br/foco/2017/07/21/ufabc-salta-4-posicoes-em-ranking-de-universidades.html . Este é um dos links. A educação e a pesquisa de alto nível no Brasil está sendo destruída e os imbecis aculturados de sempre anestesiados com o discurso da polarização.

  20. Amava minha professora de Matemática Lêda, que nos acompanhou até a 8*série.
    Detalhe, era é negra e muito bacana, brincava com a gente quando a coisa não saía de jeito nenhum.
    Muitos amigos de infância estão hoje bem sucedidos em suas carreiras, médicos, economistas, carreiras militares e lá vai fumaça, e ser negro não interferiu em nada a capacidade de aprendizagem.
    É pena, vão se enganar para sempre e quando a ficha cair vão culpar os outros é claro.

  21. Caros editores do Jornal Livre, vocês são bem estúpidos e imparciais. Ferem princípios básicos do jornalismo. Liberdade de imprensa não dá a vocês o direito de chamar de idiota algo que é comprovado academicamente. Como disse em resposta a comentários anteriores, a matemática começou na África, a cultura africana tem referenciais matemáticos. Vocês como bons jornalistas devem pesquisar antes de sair dizendo besteiras. Ser negro não é apenas uma questão de cor de pele, há uma cultura milenar que tentam apagar da história. Muitas vezes, tentam transferir a “patente” para outros povos. É uma pesquisa bem difícil, mas felizmente ao redor do mundo milhares de pessoas vem fazendo ao longo de décadas nos departamentos das melhores universidades do mundo. Logo, vocês não precisam realizar a pesquisa acadêmica. Basta ler tudo que está publicado. Acho que o Brasil é atrasado quando pessoas como vocês acham que as coisas só são ditas, vistas e lidas aqui. Até os europeus, novos ex-colonizadores estão bem avançados nessa pesquisa. Acordem, meus caros editores. Sejam jornalistas livres, porém, comprometidos.

  22. Realmente agora deverá ser criado um Afro Português e um AfroHistória, já que se baseiam na WIKI (feito por internautas e não por historiadores, ou seja, não precisa ser fidedigno) para responder a algo tão complexo como a Matemática (μαθηματική) .Há coisas que nem explicando com desenho alguns irão compreender. A matemática remonta há milênios, e não há nada que demonstre claramente quando surgiu, alguns indicam a Mesopotâmia, a Babilônia e o Egito outros como a Grécia o berço da Filosofia(hoje também uma AfroesquerdaFilosófica), berço dos sábios e dos filósofos. Estudo não é buscar na Wiki , acadêmicos nem sempre sabem o que dizem(principalmente alguns ativistas sem visão), posto que criaram disciplinas baseadas na cor e não no conhecimento.Quais pessoas corroboram essas “teses”, quais milhares???Quais teses? Quais nomes? Qual ciência. Da Wiki? Da AfroWiki? Ler livros dá trabalho, não é?
    Mas fica duas dicas :

    “Stone age mathematic” – Strik, D.J
    Die Coss(As coisas),Cristoff Rudolff- 1499-1545

Deixe uma resposta