Dona Regina da um calabokitos em artistas defensores dos casos “Queermuseu” e “MAM” ao vivo na Globo e quebra a internet

Nesta sexta-feira, 06, o programa de viés esquerdista Encontro teve uma participação mais que especial. Durante o “debate” sobre as polêmicas acerca da exposição Queermuseu e da “performance La Bête”, Dona Regina deu sua opinião deixando os convidados nervosinhos. “Não sou contra a arte que foi exposta, mas sou contra a exposição da criança ali daquela forma”. Os convidados não souberam lidar com essa mitada.

Assista:

 

Anúncios

20 comentários sobre “Dona Regina da um calabokitos em artistas defensores dos casos “Queermuseu” e “MAM” ao vivo na Globo e quebra a internet

  1. tinha que pegar o pai e a mãe dessas crianças que participaram desta (arte) e ver se eles aceitariam sua filha ou o seu filinho ser amolestado, tocado com penetração anal masculina e vaginal feminina se eles disserem que tudo bem aceitariam numa boa ai eu vou ver que sou um asno e meus princípios são diferentes.

  2. Não era pornografico, mas faça o favor né, pra que envolver crianças nisso? Pra tudo tem sua hora, não concordo com isso, e acho que está mãe está erradíssima! Não vejo arte nisto, sinto muito!

  3. A pergunta desse imbecil foi essa mesmo? Á criança foi exposta ao que? Á nada filhão…ela é só uma criança inocente e pegou o corpo de um homem com seu pinto de fora. Seus lixos desgraçados…esse mundo tá de mau a pior … misericórdia.
    Boa Dona Regina

  4. Pois é, uma pergunta que não quer calar. Se havia uma placa com indicação de faixa etária para maiores de 18 anos, como permitiram essas crianças de estarem lá? Pensam que somos idiotas! Parabéns dona Regina!

  5. Com o passar dos anos,as crianças estão tendo cada vez menos infância,menos tempo tendo a inocência que tivemos.Acho que todas as coisas tem seu tempo,e que uma invenção humana como esta pode de certa forma cometer um estupro mental na inocência delas,já que foram convidadas para ver algo e fazer parte de algo sem ser consultado se gostaria,ou se poderia fazer parte.Em resumo,acho que isto é um tipo de violência psicológica…Pois se na infância tivesse visto um nojo destes não iria querer saber de homem ,acho figura que fica é a primeira vista.

  6. Neste assunto não cabe discussão, o Brasil tem uma legislação muito clara com relação a crianças e pornografia, com relação a zoofilia, a incesto, a símbolos religiosos. Caso estes pseudo artistas queiram algum tipo de alteração nas leis postas, por favor, entrem com um projeto de lei na câmara dos Deputados e aprovem. Depois disso, ainda poderão haver contraditos, porem os pseudo artistas estarão sob a proteção da lei. Enquanto isso não acontecer, os casos MAM e QUEER MUSEUM são crimes e ponto final.

  7. A arte deve chamar a atenção das pessoas para a inovação, o inesperado, o diferente, mas nunca para o conflitante. Criar conflitos através da arte é fazer mau uso da liberdade de expressão.

  8. Cadeia para essa cambada sem moral e respeito ,não tenho que incentiva isso mesmo que não seja meu filho ele vive em sociedade que sobre com esse tipo de libertinagem

    1. então coloque uma ft do negão do watzap na sua sala e fale para suas crianças que é arte, seu babaca, vc deve ser mais um pedófilo que se esconde atraz de um perfil fake

  9. nao dá para acreditar que o MAM não conheça trabalhos que falam da infancia, suas aquisiçoes e caraacteristicas, a participação de criança lembra a idade média e a idade das trevas..completamente inadequada
    sr.curador, a nudez é universal, mas o sr mostrou desconhecer as pesquisas e trabalhos cientificos sobre a infancia, a aquisição da função semiótica que nos diferencia de outros animais, nos faz pensar por imagens a memoria que temos é tambem resultante dessa função e que incide sobre o vivido de cada um- essa performance é completamente inadequada à infancia.

Deixe uma resposta