Obama conversava com Ronaldo, o Fenômeno, enquanto Suplicy era chutado para fora de evento

O vereador Eduardo Suplicy, do PT, mostrou qual a verdadeira postura desrespeitosa e truculenta de um comunista e furou o bloqueio do serviço secreto americano para entregar uma carta sobre a renda mínima de cidadania ao ex-presidente Barack Obama, mas foi “convidado” a se retirar.

De acordo com a Folha, o ex-senador conseguiu passar ao subsolo por onde Obama deixaria o teatro onde deu uma palestra em São Paulo nesta quinta-feira (5). Avistou o ex-presidente rodeado de agentes do FBI e percebeu “que tinha uma brecha”.

Barack Obama em São Paulo

“Eu disse em inglês que gostaria muito de entregar essa carta porque gostaria de conhecer a sua opinião sobre a renda básica universal. Ele pegou a carta e disse que iria me responder. Aí na hora que eu acabei de ter esse diálogo em que ele me olhou nos olhos eu percebi que nas minhas costas estavam me puxando”, relatou Suplicy. Agentes americanos o empurraram, dizendo que não podia permanecer no local.

O ex-jogador Ronaldo, o Fenômeno, por sua vez, foi recebido por Obama de maneira calorosa, segundo testemunhas, no mesmo lugar onde Suplicy tentou entrar. O incômodo que Obama mostrou com o vereador, porém, não se repetiu com o Fenômeno, que lhe falou brevemente de seus projetos sociais.

NOTA: Não foram tiradas fotos do momento em que os agentes levaram Suplicy. A imagem usada na matéria é meramente ilustrativa, é uma foto do dia em que o vereador foi preso pela PM em uma reintegração de posse, em São Paulo.

Anúncios

13 comentários sobre “Obama conversava com Ronaldo, o Fenômeno, enquanto Suplicy era chutado para fora de evento

  1. Renda mínima universal um dia será uma realidade. Essa ideia procede de um projeto suiço do sec XVl, que reproduziu-se em referendo recente na Suíça (cerca de 10 mil reais/hab), reprovado devido a onda de imigração islâmica na Europa.
    Quanto mais a produção e comercio mundial se automatizar mais necessária e possível será uma renda mínima para cada habitante do planeta.

  2. Primeiro, quem estudou “só um pouquinho” sabe que o dito “comunismo” só existe no papel, pois é impraticável na prática;, o que existe são pessoas que tem ideologias diferentes, umas a favor do capitalismo, outras com ideais que procuram dar mais oportunidades a pessoas que não tem classe social privilegiada. Então vamos parar com essa babaquice de “comunismo” vamos nos esclarecer e saber sobre o que afirmamos.ou comentamos, Sobre o Suplicy independente de ser do PT ou não,, acho que um dos poucos politicos que não tiveram seu nome no meio desta sujeira politica que participamTODOS OS PARTIDOS, Vamos respeitar as pessoas por seus valores, e nõ atacar simplesmente porque faz parte de um determinado partido. QUERO ESCLARECER QUE NÃO SOU SIMPATIZANTE NEM DO PT E NEM DE NENHUM OUTRO PARTIDO POLÍTICO, SOU APENAS UMA SE PENSANTE E BRASILEIRA!!!!!

    1. Verdade Solange! Muita ignorância da mídia ou má fé mesmo! E o pior é que outro dia um general foi falar justamente contra “esses comunistas”. Coisa mais sem noção! Anos 80! Atrelar o ódio a um partido ou partidários pura e simplesmente por ideologia diferente é estupidez! E Suplicy independente de partido sempre foi um homem honrado.

  3. Ronaldo Fenômeno – aquele que disse que Copa do Mundo não se faz com hospitais – tá querendo usar o nome do Obama pra ganhar dinheiro. É só ele aprender a economizar como todo brasileiro que trabalha por um salário miserável e que, quando precisa de hospital, não tem, o que não é o caso dele, claro.

  4. O vereador Eduardo Suplicy é um líder que merece todo o nosso respeito e consideração, independente de suas convicções ideológicas e sociais. Caso o Obama soubesse de quem se trata, teria dado preferência para conversar com ele, e não para jogadores de futbol, humoristas, cantores sertanejos, etc. Que entram na politica, mas não teem condições de ir longe, porque as idéias, a competência, estão longe, bloqueadas.

Deixe uma resposta