[ESCÂNDALO] Ulisses Maia, PV e PT se unem para perseguir vereador que denunciou irregularidades

PARANÁ – Em Maringá, o Partido Verde se aliou ao prefeito Ulisses Maia para dar uma rasteira em um de seus próprios vereadores, Homero Marchese.

Homero foi o vereador mais votado da história de Maringá, com 6.573 votos. Sua principal proposta política era ser independente e fiscalizar o Executivo, trabalho que vem desempenhando desde então, e isto está incomodando bastante aqueles que não querem que a fiscalização exista. 

A chapa PV/PDT elegeu prefeito e vice-prefeito, Ulisses Maia, do PDT e Edson Scabora, do PV. Na primeira semana de Janeiro, Maia mandou para o Legislativo um Projeto de Lei instituindo vale-alimentação de 250,00 a quase 13 mil funcionários.

O impacto financeiro, como foi apontado por Homero, estava irregular, por isso não demonstrava o quanto a população sofreria com este pagamento. O vereador votou a favor do projeto, mas avisou que isso iria prejudicar a população.

Em seguida, como o prefeito viu que não poderia contar com o Homero, em razão da sua evidente independência e moral, determinou que seus sicários blogueiros que atacassem exaustivamente pelas mídias.

Os mesmos sicários blogueiros que receberam dinheiro para falar bem de Ulisses Maia quando ele foi Presidente da Câmara Municipal. Eles pactuaram: falariam bem de Maia e atacariam que, criticasse ou fiscalizasse o seu trabalho.

Homero teve desde sua vida íntima até o passado profissional atacado. Sua equipe também recebeu ataques gratuitos. Ele continuou o trabalho e passou a ser tratado pela população como futuro prefeito.

Ulisses Maia colocou toda a Executiva do PV na Prefeitura. Todos, então, viraram Cargos em Comissão. Passaram, obviamente, a apoiar Maia em sua empreitada de atrapalhar o trabalho de Homero.

Na semana passada, o vereador foi o único a ser contra o pagamento do 13 salário, fato que incomodou Ulisses, e muito. Tanto que passou a usar o Partido Verde para desgastar cada vez mais a imagem de Homero.

A última jogada de Maia foi determinar que o PV tomasse uma posição: “Se quiserem ficar comigo, na prefeitura, vocês tem de tomar uma providência contra o Homero. Cassem o mandato dele.”

Na calada desta noite de 04 de outubro, Homero Marchese foi informado de que seu próprio partido apresentou uma representação contra ele, e que será votada as pressas na manhã desta quinta-feira, 05, as 9h00, a abertura de comissão processante, onde tentarão cassa-lo por “quebra de decoro parlamentar”.

O vereador fez um vídeo em seu Facebook onde explicou o caso para seus eleitores, e mandou um recado para o prefeito e o vice: “Se pudesse voltar atrás, não teria apoiado!”

Assista:

Não é de se estranhar, pela atitude baixa e covarde de Maia, que ele seja da turma de Gleisi Hoffmann.

Ulisses-PT.jpeg

Em breve mais informações sobre o caso.

Anúncios

6 comentários sobre “[ESCÂNDALO] Ulisses Maia, PV e PT se unem para perseguir vereador que denunciou irregularidades

  1. Pra que falar do pt? Em nenhum momento falou desse partido. Isso faz perder credibilidade na ótima reportagem. Inclusive a foto do maia com gleisi não tem nada vê, mesma coisa que no futuro ficar pegando foto do Homero com o próprio maia. Corrijam isso ou serão um jornal mais do mesmo. Popular “sujo falando do mal lavado”. Vamos pra cima de todos Homero, estamos com você, não deixe passar nada.

Deixe uma resposta