CBN Fake News contrata integrante do movimento “Acredito”, cujo foco é promover ideologia de gênero em escolas

A CBN, ligada ao grupo Globo e maior produtora de notícias falsas recentes, publicou uma nota super empolgada com a contratação de uma nova pessoa para o seu time: Tábata Amaral. Da forma como foi feita a nota parece até que a jovem Tábata é uma espécie de heroína. Veja:

No mês de aniversário de 26 anos, a CBN apresenta uma novidade. Estreia nesta sexta-feira, dia 6 de outubro, no CBN São Paulo, a comentarista Tábata Amaral. Apaixonada por educação e política, Tábata tem apenas 23 anos, mas um longo currículo de estudos, pesquisas e prêmios. A nova comentarista vai se unir ao time do Mais São Paulo, falando sempre às sextas-feiras, às 10h40. É graduada em Governo e Astrofísica na Universidade de Harvad, nos Estados Unidos. Sua tese “A política das reformas educacionais em municípios brasileiros” recebeu o Prêmio Kenneth Maxwell em estudos brasileiros e o Prêmio Eric Firth para o melhor ensaio sobre o tema de ideais democráticos. Vinda da periferia de São Paulo, ela estudou em uma escola privada com bolsa integral e representou o Brasil em cinco olimpíadas internacionais de ciências. Tábata é o co-fundadora do Projeto VOA!, que prepara alunos de escolas públicas para as olimpíadas científicas, do Acredito, um movimento de renovação política, e do Movimento Mapa Educação, que luta por uma educação de qualidade para todos os brasileiros. Ela é Jovem RAPS, Lemann Fellow e bolsista da Fundação Estudar, e recebeu os prêmios Faz Diferença do Jornal O Globo em 2016 e Next Generation Women Leader Award da McKinsey em 2017. Seu maior sonho é transformar o Brasil através da educação e da gestão pública, para que o país seja mais justo, inclusivo, desenvolvido e ético.

O Jornalivre já tratou deste tema (ver aqui e aqui), mas agora a coisa toda veio como uma espécie de “combo”. O que a CBN não disse na nota sobre a contratação de Tábata é que ela e o movimento Acredito são, na realidade, um grupo de esquerdistas ligados ao PSOL que tem como principal finalidade a promoção da ideologia de gênero nas escolas, como já provamos aqui no site.

A CBN, maior produtora de notícias falsas da atualidade brasileira, agora vai contratar uma pessoa que tenta esconder seu passado ligado ao PSOL e, pior ainda, tenta ludibriar seguidores fingindo não ser de esquerda.

Anúncios

3 comentários sobre “CBN Fake News contrata integrante do movimento “Acredito”, cujo foco é promover ideologia de gênero em escolas

  1. 1) A “Tábata do Lemman” é mais esperta e ambiciosa do que parece.
    Não é qualquer “Maisa do Silvio” que é escolhida pelo titio multibilionário Jorge Paulo Lemann – o cara mais rico do Brasil e um dos integrantes do Clube dos Capitalistas Agressivos (do qual fazem parte o Joesley Bandido, Eike Batista, Abílio Diniz e muitos outros “pobretões” que receberam bilhões de dólares do BNDES, dinheiro que faz falta para a saúde, educação, investimentos em infra-estrutura e tecnologia, pagamento de salários e aposentadorias).
    2) A Tábata faz parte do projeto dos ricaços esquerdistas de utilizar jovens com o intuito de arregimentar mais zumbis teens para a causa bolivariana e enganar a classe média volúvel; serão esses jovens com cabeça de velho que substituirão os velhacos do PT e das esquerdas.
    Uma vez no poder, os “lemannistas” darão mais dinheiro público para os mecenas multibilionários e um novo ciclo de destruição do Brasil recomeçará.
    Só ocorreu um problema para o Lemann: o MBL de jovens liberais ganhou força demasiada antes da hora, por esse motivo o projeto Tábata teve de ser antecipado.
    Ela é uma desconhecida do público normal não esquerdista. Já vai de cara para a CBN (Catraca Brasileira de Notícias), cujo mentor intelectual é o catraqueiro Gilberto Dimenstein? Não fará nem o estágio obrigatório na “Folha de São Paulo”?
    A Tábata do Lemann correrá o risco de revelar mais cedo suas segundas intenções (educação = doutrinação de jovens; gestão pública = retomada do Estado pelo PT e pelas esquerdas).

Deixe uma resposta