Peladão da exposição pedófila do MAM comemorava ideologia de gênero em redes sociais no ano passado

Wagner Schwartz, o “artista” da exposição do Museu de Arte Moderna que apareceu pelado sendo acariciado por meninas, já comemorava os avanços da agenda esquerdista de ideologia de gênero há bastante tempo. Em fevereiro do ano passado, no Facebook, o “artista” compartilhou uma matéria estúpida do Estadão sobre o assunto dizendo que era uma “boa notícia”.

c21850f1-7f0b-4f2a-b7e8-147c7f465eab.jpg

O caso aqui é que foi praticado um crime, o de pedofilia. Quando crianças são usadas para fins políticos e expostas a um ato obsceno como acariciar a genitália de um homem nu, temos a oportunidade de descobrir os pervertidos enrustidos em nossa sociedade. Quem defende esta exposição absurda apoia também a pedofilia.

Anúncios

6 comentários sobre “Peladão da exposição pedófila do MAM comemorava ideologia de gênero em redes sociais no ano passado

  1. Cala a boca seu comunista filho da puta vagabunda explorador sem trabalho seu merda vocês tem que se fuder tomar porrada até chorar e se mijar toda nas calças seus bostas filhas da puta destruir o Brasil

  2. Quanto machão aqui. Sai do armário Roger Scar, gay também é gente, liberal também pode, não tem que disfarçar. Vai logo! Entre pra ginástica.

Deixe uma resposta