INACEITÁVEL: mais uma “mostra artística” com erotização infantil financiada com dinheiro público

Depois do escândalo que ainda está gerando desdobramentos acerca da mostra artística “Queermuseu”, uma exposição que estava em cartaz no Santander Cultural em Porto Alegre e foi encerrada após boicote da sociedade civil, eis que novamente temos um caso semelhante só que dessa vez mais grave ainda.

Mais uma vez é o pagador de imposto que está financiando este tipo de coisa:

No site do Museu de Arte Moderna de São Paulo está declarado que o local e seus eventos funcionam através de leis de renúncias fiscais. Ou seja, mais uma vez, dinheiro que poderia ir para serviços públicos é renunciado para promover eventos que contrariam os valores da sociedade brasileira. Se não for o caso, pois também é dito que o local recebe doações privadas, é necessário que o MAM se pronuncie imediatamente sobre a origem do dinheiro que foi aplicado neste Panorama em questão.

597c3e87-db09-46d7-a2eb-5ba5321da801

Ao final das páginas do site do MAM, estão apenas as logomarcas do Ministério da Cultura, Governo Federal e da Lei do Incentivo Fiscal para Cultura.

No programa que apresenta o evento em cartaz, nenhum patrocinador aparece (pelo menos no material disponibilizado na internet).

c0b569b9-b89f-40ad-9896-0f39a3872e61

lei-de-incentivo_291x388.jpg.jpg

Pela tendência, é possível crer que sim, esse absurdo foi feito com o dinheiro do pagador de imposto.

As informações são do site oficial do MAM.

Anúncios

5 comentários sobre “INACEITÁVEL: mais uma “mostra artística” com erotização infantil financiada com dinheiro público

  1. O Brasil chegou num ponto do ridiculo,que para obtermos sucesso ou ser notados ultrapassamos ou ferimos todos e qualquer sentimento humano,se é que se pode chamar assim….

  2. Que absurdo! Pagamos tantos impostos para isso !? Cadê o investimento para educação dessas crianças? Cadê o investimento na saúde? E até na cultura, porém uma cultura que respeite a dignidade dos cidadãos e não causando constrangimento como isso. Infelizmente nosso país está cada dia ficando pior.

Deixe uma resposta