Jornalista compara depressão com pedofilia e causa revolta: “Curamos a depressão com comprimidos. Poderíamos também, com grande grau de sucesso, curar a pedofilia.”

Tulio Milman escreveu para o site Gaucha ZH comparando pedofilia e depressão. Vejamos o texto meia boca distribuído em apenas quatro parágrafos e publicado como uma “coluna”.

Hoje em dia, é possível acabar com a depressão. Tem remédio. Poderíamos, em tese, fazer o mesmo com a pedofilia, se não fosse o preconceito contra a pesquisa. Publiquei uma entrevista sobre isso há alguns dias.

A questão que fica logo nas primeiras linhas é: em qual tese seria possível acabar com a pedofilia com remédios, senhor Tulio? Se na próxima frase é admitido que existe preconceito contra a pesquisa, qual é a tese, específica, que está defendendo?

Está provado que a violência e muitos dos distúrbios de comportamento têm raízes sociais e também biológicas. As sociais sabemos de cor: falta de educação, desestruturação das famílias, ambiente violento. As biológicas, desprezamos. 

Uma herança dos erros do passado, especialmente quando o nazismo tentou usar esse tipo de conhecimento para justificar supostas superioridades raciais.

Novamente, nada de embasamento, nem de dados, números, estatísticas ou referências. Mesmo que, em parte, sejam declarações do senso comum, é necessário contextualizar o leitor um pouco mais se quiser defender que se tratem pedófilos com remédinhos.

Curamos a depressão com comprimidos. Poderíamos também, com grande grau de sucesso, curar a pedofilia. Basta termos a coragem de encontrar as suas verdadeiras causas, sem o que jamais teremos um tratamento correto.

E ele finaliza concluindo, depois de toda a fundamentação que não existiu no texto, que se é possível curar a depressão com comprimidos então também é possível curar a pedofilia. Fácil assim. Basta ter, nas palavras de Tulio, “coragem”.

4af19295-6e59-449d-8ad3-bf6ade42c6fb.jpg

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/colunistas/tulio-milman/noticia/2017/09/pedofilia-coragem-para-curar-cj81zfv6v014t01mjm1syo4pm.html

Anúncios

4 comentários sobre “Jornalista compara depressão com pedofilia e causa revolta: “Curamos a depressão com comprimidos. Poderíamos também, com grande grau de sucesso, curar a pedofilia.”

  1. Da pra curar a pedofilia sim. é só colocar o sujeito em abstinência total de vitimas, tranca a porta e joga a chave fora…

    Curioso ele falar em famílias desestruturadas, mas não se fala em curar ou prevenir gays com famílias mais estruturadas e livres de predadorismo sexual. Os dados estão ai para quem quiser analisar…

  2. Túlio Millman, o qual eu já considerava o pior jornalista do RS, mas como fugiu acovardado para os EUA agora considero-o o pior do mundo, atualizou seu nível de retardo mental querendo curar pedófilos com comprimidos.
    Túlio, já existem comprimidos para esse tratamento. Chamam-se balas de revólver ou pílulas de cianureto. Tomou, tá curado.

Deixe uma resposta para Rodrigo Cancelar resposta