“Fundão” aprovado pelo Senado poderá ter cerca de R$ 1,3 bilhão do dinheiro público para campanhas eleitorais

O imoral “fundão” para campanhas eleitorais, projeto aprovado pelo Senado nesta terça-feira, 26, prevê que o dinheiro será proveniente da compensação fiscal que rádios e TVs recebiam para exibir programas partidários, que agora está extinto pela proposta que foi aprovada.

Fora isso, o fundo será abastecido por pelo menos 30% do valor previsto para emendas de bancadas estaduais para 2018. A previsão do valor das emendas para o ano que vem é R$ 4,4 bilhões. Quer dizer que pelo menos R$ 1,3 bilhão desse total poderá ser usado.

O modelo de financiamento do “fundão” foi proposto por Romero Jucá.

As informações são da Folha.

Anúncios

2 comentários sobre ““Fundão” aprovado pelo Senado poderá ter cerca de R$ 1,3 bilhão do dinheiro público para campanhas eleitorais

  1. Infelizmente, é um bem necessário o financiamento publico de campanha.
    Mas financiar com o nosso dinheiro que deveria ser inserido na educação, saúde saneamento básico, segurança entre outros problemas críticos do nosso país.
    Agora porque não reduzimos em 35% o número de deputados, e para os que ficarem retirar o auxilio paletó e reduzir os gastos com gabinete usar o apartamentos que são destinados á esses medíocres que deixam o Brasil cada vez mais pequeno e que vem se tornando piada internacional o eterno postulante a grande país.

Deixe uma resposta