BOMBA: Agressor do MamãeFalei em POA recebeu doações de campanha do curador da “Queermuseu”

 

Chegou ao nosso conhecimento um novo fato acerca da polêmica envolvendo o Santander Cultural.

A exposição “Queer”, do curador Gaudêncio Fidelis, repercutiu por todo o país, e até mesmo na mídia internacional, após o boicote promovido pela sociedade civil organizada ao banco realizado do evento, o Santander.

A “Queermuseu” foi divulgada, em primeira mão, por Filipe Diehl, um ativista político que filmou o evento e mostrou que as obras, que continham conteúdo pornográfico, estava sendo exposto para menores de idade.

Os brasileiros se revoltaram ao tomarem conhecimento do conteúdo da mostra artística, que foi realizada com dinheiro advindo da Lei Rouanet.

O Movimento Brasil Livre e outros grupos religiosos incentivaram o boicote ao Santander e, após poucos dias, o banco voltou atrás, cancelou a exposição e declarou que irá devolver o dinheiro que havia captado para a mostra.

A extrema esquerda se descabelou com o acontecimento. Tentaram impor a narrativa de que a sociedade estava censurando o evento e marcou um manifesto de apoio a exposição “Queer”.

O ativista político Arthur Do Val esteve no protesto, que ocorreu no dia 12 deste mês em frente ao Santander Cultural e foi brutalmente agredido pelos milicianos que estavam no local.

Um dos agressores foi identificado como um professor de cursinho pré-vestibular, filiado ao PT, que acabou perdendo o emprego após o vídeo em que aparecia agredindo Arthur viralizou nas redes sociais.

Nesta quinta-feira, 21, foi descoberto outro fato acerca da polêmica. Outro agressor de Arthur foi identificado. Se trata de Thiago Gonçalves Braga de Quadros, ou, como usa para concorrer em eleições, Thiago Braga, filiado ao PT. Thiago concorreu ao cargo de vereador em Porto Alegre, em 2016, e ficou como suplente.

Mais um fato curioso: um dos doadores da campanha de Thiago foi Gaudêncio Fidelis, o curador da exposição Queer.

Confira todas as informações aqui: http://eleicoesepolitica.net/vereador2016/vereador/RS/88013/13000

Veja as imagens:

aaaaaaaaaaaaaa]

Anúncios

7 comentários sobre “BOMBA: Agressor do MamãeFalei em POA recebeu doações de campanha do curador da “Queermuseu”

  1. Chamam de arte qualquer expressão de esquizofrenicos. Ofendem símbolos religiosos, mas não admitem terem seus símbolos supostamente artísticos ofendidos. Pedem “mais amor por favor’, mas aplaudem a violência contra seus inimigos. Dizer o que?

Deixe uma resposta