Senador partidário de Marina Silva, Randolfe Rodrigues,” quer barrar CPI da JBS e livrar a cara de Janot

Randolfo Rodrigues, senador pela Rede, protocolou no Supremo Tribunal Federal, nesta quarta-feira, 20, um mandado de segurança pedindo a suspensão dos trabalhos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito, CPMI, que investiga os frigoríferos da JBS.

Ele alega que foram apresentados pros senadores e deputados requerimentos e convites de procuradores da República, entre eles Rodrigo Janot, com objetivo de constrangê-los a prestar depoimentos sobre atos de ofício que são protegidos constitucionalmente. Além de reclamar que o pedido de criação da comissão atribui a prerrogativa de investigação apenas à Justiça e ao Ministério Público.

“O periculum in mora repousa no risco de que inúmeros requerimentos dirigidos a membros do Ministério Público sejam aprovados pela CPMI em comento, inclusive do ex-procurador-geral da República [Rodrigo Janot], para que sejam constrangidos ilegalmente a prestar depoimento sobre atos de ofício, exercidos sob o manto constitucional protetivo da independência funcional”, diz trecho do documento.

Randolfe Rodrigues afirma ainda que a CPMI foi criada para tentar desmoralizar a Lava Jato:”A CPMI jamais desejou investigar a fundo os contratos criminosos da JBS, já que isso complicaria ainda mais a vida de integrantes deste combalido governo [Temer]”.

As informações são do G1 Política.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Senador partidário de Marina Silva, Randolfe Rodrigues,” quer barrar CPI da JBS e livrar a cara de Janot

Deixe uma resposta