Psolista diz que “não filia homossexuais” e gera contradição na legenda

José de Queiroz, do PSOL de Cruzeiro do Sul, no Acre, afirmou recentemente que não aceita filiação de homossexuais no partido. Depois da declaração, veio a polêmica. O partido tentou se explicar, mas não colou.

Em entrevista ao G1, Queiroz reforçou seu posicionamento. Ele disse:

“Aceitamos filiação, desde que sejam de pessoas decentes e idôneas e que não tenham passado sujo. Porque quem nasceu filho da santa, continua filho da santa, e quem é filho da outra, continua sendo filho da outra. Como pessoa, eu não filio homossexuais, mas o partido é livre para aceitar qualquer pessoa. Por isso é PSOL, onde o sol nasce para todos.”

Não é a primeira vez que o PSOL passa por esse tipo de contradição. Parece que para conseguir votos e e apoio da opinião pública o partido é exatamente como os outros e aceita até quem diz claramente discordar de seus alegados “valores”.
Anúncios

Deixe uma resposta