Fachin tirou da PF e passou para Janot caso de procurador acusado de receber propina da JBS

Na mesma ocasião em que estourou o escândalo envolvendo Michel Temer, Aécio e outros, houve um escândalo paralelo na PGR.

Naquela mesma semana, o procurador Ângelo Goulart Villela, que trabalhava com Janot, foi preso e acusado de receber propina para vazar informações para a JBS. A Polícia Federal já o investigava há um bom tempo, mas depois que o escândalo estourou o ministro Edson Fachin determinou que a PF tirasse as mãos do caso e passou tudo para a PGR, controlada pelo próprio Janot.

Em um mundo normal, seria razoável considerar Janot pelo menos suspeito, já que dois procuradores – Villela e Miller – agiram de forma criminosa sob sua tutela e coincidentemente dentro dos interesses políticos dele próprio. Mas isso aqui é o Brasil. No Brasil o suspeito é tratado muitas vezes até mesmo como herói…

Anúncios

2 comentários sobre “Fachin tirou da PF e passou para Janot caso de procurador acusado de receber propina da JBS

  1. Esse jaguara do FACHIN , até por interesses pessoais , faz e desfaz sozinho o que ele quer , e sem a anuência de outros Juizes , e ou , da Presidente do STF , isto não pode ser aceitável ….
    Alguém precisa jogar isso pra Mídia …
    O povo não pode ficar calado 🤐

  2. Fora com esses fora da Lei! Impeachment neles, sejam quem forem: ministros, deputados, senadores, governadores, procuradores, juízes, desembargadores, presidente! O Brasil tem jeito. Vamos endireitar nosso Brasil!!!

Deixe uma resposta