Professor espanca MamãeFalei durante manifestação e mostra o tipo de educação que dá aos seus alunos

Arthur Do Val, do canal Mamãe Falei, esteve presente no protesto que a extrema esquerda fez em defesa da exposição de arte “Queer”, do Santander Cultural, que promovia obras que retratavam pedofilia, zoofilia, ideologia de gênero, e desrespeitavam símbolos religiosos.

Como sempre fica evidente nos vídeos do ativista, os sicários extremistas não sabiam responder os questionamentos sobre o ato em que participavam e, como também é recorrente, partiram para a ignorância. Arthur foi brutalmente agredido no local.

Logo após o vídeo do protesto ser publicado, um dos agressores foi identificado pelos internautas. É professor de um cursinho em Porto Alegre.

Assista o vídeo:

34e9d3bb-a5e5-4c05-9a6f-4296a6a0349b

O agressor que deu um soco no rosto de Arthur é o “Prof. Cajo”, do curso Anglo. 

ecd136ad-515b-4fe0-833b-fe1a55f9db0c (1).jpg

Ele também já trabalhou na rede estadual e no ensino superior, na área de pós-graduação, veja o histórico do “mestre”:

39aa1bcd-cb19-4644-b766-5808f214fe19 (1).jpg

Esse é o tipo de pessoa que está dentro de salas de aulas “educando” e “ensinando” jovens. Será que ele também responde aos questionamentos de seus alunos, que discordam de sua posição ideológica, com um soco violento no rosto?

 

 

Anúncios

19 comentários sobre “Professor espanca MamãeFalei durante manifestação e mostra o tipo de educação que dá aos seus alunos

  1. Se o Arthur tivesse se defendido e retribuído o “carinho” do mestre, ele estaria preso a essa hora, então nada mais justo que tendo as imagens como prova esse professor de bosta, seja preso. #vergonha

    1. Essa não foi uma bela defesa da classe. Se professor no Brasil quiser ser respeitado que nem professor no Japão, é bom deixar o esquerdismo de lado e começar a ensinar e disciplinar.

    2. Sou professor, de direita e não compactuo com as atitudes tanto desse professor quanto de outros que se julgam detentores da sabedoria e querem impor suas ideologias fracassadas através da violência sem capacidade para discussão. Se o seu currículo fosse tão excelente assim e suas convicções verdadeiras poderia discutir o assunto e debater de forma civilizada. Apenas demonstrou que mestre no curriculo não quer dizer muita coisa e que é passível de atitudes arbitrárias e ignarantes.

  2. Gente eu fico impressionado com a ignorância desse povo de tendências de esquerda. Na prática, eles são tudo o que há de ruim nas pessoas que eles mesmos combatem. Pensem nisso esquerdistas antes de sair socando quem pensa diferente de vocês. QUEREM QUE O PAÍS MUDE? PASSEM A DAR EXEMPLOS, SEJAM MAIS INTELIGENTES, DISCUTAM IDÉIAS SEM VIOLÊNCIA E SEM BAIXARIA!!!

  3. Por essas e outras eu deixei de ter pena de professor faz tempo. Como diria Raul Seixas “Eles são carrascos e vítimas do próprio mecanismo que criaram “

  4. Fui professora durante 30 anos. Sempre tive orgulho dessa profissão. Hoje ando com vergonha por ver tanto professor de esquerda. Educadores que defendem uma ideologia falida. Só quem já esteve em um país socialista ou ex socialista sabe o que significa miséria.

  5. Que lixo! O cara entra numa manifestação com intenção provocadora, querendo ver o circo pegar fogo, edita o que quer, com ar arrogante e joga na rede pra criar um discurso. É raso. É limitado. É burro. Assim como o professor despreparado que bateu no camarada e serviu de boi de piranha pro ódio. O dele mesmo e o do MBL.

Deixe uma resposta