Cantor Roger usa arte desconstruída contra artista plástica e extrema esquerda pede “censura”

A polêmica em torno da exposição “Queer” do Santander Cultural acarretou um debate sobre liberdade de expressão e o que seria, ou não, arte.

Naturalmente, artistas também se posicionaram, entre eles Adriana Varejão, uma artista plástica que participava da exposição “Queer”, e Roger, vocalista do Ultrage a Rigor.

Roger usou de humor para criticar a postura da militância artística da extrema esquerda. Modificou uma foto de Adriana publicada em uma entrevista que ela concedeu à Folha sustentando seu posicionamento contrário ao cancelamento da mostra artística do Santander Cultural.

O músico “desconstruiu” a imagem de Adriana desenhando cruzes sobre seus olhos, um falo gigante sobre sua boca. Só que a “intervenção” artística de Roger não foi bem aceita.

 O site Pragmatismo Político saiu em defesa da artista:

A intervenção artística tem caráter político ou de denúncia social quando se volta contra um poder estabelecido. Isso justifica, por exemplo, os protestos contra Donald Trump. Eles não são contra Trump em pessoa, ou não apenas contra ele, mas contra tudo o que ele representa. Donald Trump está no poder. Já Adriana Varejão acaba de ser tirada de cartaz por um movimento de que o próprio Roger Moreira é representante.

Atacá-la é espezinhá-la, uma agressão gratuita que, a título de defesa, ele chama também de humor. No Twitter, o músico vem alegando que, como a arte, o humor deve ser livre. Uma posição controversa que leva a discussões entre os próprios humoristas, a reflexões e a crises de consciência. Neste ano, a americana Kathy Griffin se deixou fotografar segurando a cabeça cortada de Trump. Era encenação, claro, e Trump é um poder constituído, mas pouco depois Kathy avaliou que passou dos limites e pediu desculpas.

Como sempre, a militância de extrema esquerda que se traveste de jornalismo relativiza os acontecimentos a seu bel interesse.

Ps. Que obsessão com o presidente dos Estados Unidos, ein Pragmatismo Político?

Fonte: Cantor Roger ataca artista plástica com conteúdo pornográfico

Anúncios

13 comentários sobre “Cantor Roger usa arte desconstruída contra artista plástica e extrema esquerda pede “censura”

  1. Traduzindo o que o site chapa branca pragmatismo político disse, quando é contra uma coisa que a extrema esquerda não gosta ou contra inimigos da extrema esquerda então aí é permitido. Mas quando o alvo é a extrema esquerda aí é errado. Eles mesmos acabaram de se contradizer. Essa é a moral trotskista da extrema esquerda. Aliás, isso que o pragmatismo político fez se encaixa perfeitamente em nazismo. A extrema esquerda quer transformar opositores em cidadãos de segunda classe. Hitler transformou os judeus em cidadãos de segunda classe e o resultado foi genocídio contra os judeus. E a extrema esquerda bolivariana quer fazer com opositores o mesmo que hitler fez com os judeus.

    Aquela velha tática “Aos amigos e aliados, impunidade e favores; aos inimigos calúnias, mentiras, injustiças, tratamento desumano, menos direitos, mordaças, fuzilamentos, escravizações, morte, prisão e tortura”

    1. Tranquilo, agora vamos para as páginas de esquerda mostrar a hipocrisia do Roger. Eles vão receber com muito gosto. E vcs, de livre não tem nada. Eu não xinguei ninguém. Moderação tendenciosa. Já tirei um print. Por que não postaram? Medo da realidade?

      1. Já enviei para vários lugares. O Roger já esta com quase 60 eu creio. Agora vamos ver quem é o velho escroto e pedófilo…

  2. qual a diferença do desenho do Roger para uma HÓSTIA SAGRADA escrito CÚ.. me poupem… quem nao sabe brincar nao desça para o PLAYGROND, nao é mesmo sra Varejão. Tente vender sua arte por conta propria e nao através do dinheiro dos pagadores de impostos…

  3. Muito bem colocado Davi.

    Isto mostra que não temos que discutir com eles. Eles não tem argumentos e não raciocinam. Nada aprendem. Temos que combate-los e impedir de vez que eles destruam o legado de valores que o mundo descente civilizado nos deixou.

Deixe uma resposta