População faz protestos pela prisão de Lula em Curitiba e enaltece Sérgio Moro

Enquanto manifestantes a favor do ex-presidente Lula se reúnem desde manhã na Praça Generoso Marques, em frente ao Paço Municipal, no Centro de Curitiba, militantes que se voltam contra o petista se aglomeram em frente ao Museu Oscar Niemeyer (MON), no Centro Cívico. Por volta das 14h30, cerca de 30 pessoas integravam o ato, que começou às 13h30. A expectativa dos organizadores é de que o movimento cresça no fim da tarde, quando muita gente começa a deixar o trabalho.

Por causa da manifestação, a Rua Marechal Hermes está parcialmente interditada em frente ao MON. Apesar disso, não havia até por volta das 14h30 lentidão ou congestionamentos na região.

Ao lado de um boneco inflável gigante do juiz federal Sergio Moro – que começou a interrogar o ex-presidente Lula pouco depois das 14 horas – os manifestantes que estão em frente ao MON gritam frases como “Moro guerreiro do povo brasileiro” e “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”.

atoMON5.jpeg

Eles pedem buzina dos motoristas que passam em frente ao ato. Uma grande com o pedido de “Lula na cadeia” foi estendida no gramado do museu. Também há quem peça intervenção militar.

Além disso, um pequeno comércio foi montado no local. Bonecos infláveis pequenos de Lula com roupa de presidiário e de Moro com vestimenta de super herói são vendidos a R$ 20. Camisetas com estampas da “República de Curitiba” custam R$ 40. Segundo os vendedores, as vendas ainda estão fracas já que o movimento também ainda é tímido.

A informação é da Gazeta do Povo.

Anúncios

Deixe uma resposta